sábado, 30 de junho de 2012

A DECADÊNCIA DE SALVADOR



Volto de uma viagem de cinco semanas no triângulo Paris-Marrakesh-Lisboa e, apesar dos inúmeros problemas gerados pela interminável crise econômica que o mundo atravessa, ouso fazer comparações entre cidades tombadas pela Unesco e me sinto agredido pelo que me parece uma proposital decadência de nossa cidade.
O hoje Centro Antigo de Salvador – como este pessoal, na falta de soluções, gosta de novas terminologias! – lembra Nagasaki, de tanta ruína e desleixo. Antigos casarões mal se agüentam em ferros corroídos. Quando algum finalmente desaba, o entulho fica no meio da rua por dias seguidos, mesmo que prejudicando comerciantes e transeuntes. O lixo se acumula durante o dia sem que ninguém tente disciplinar a população. Os garis escolhem com cuidado qual o plástico ou a pipoca que vão varrer, deixando o grosso para mais tarde. A violência inunda jornais e canais de televisão. As greves são corriqueiras, banais. O trânsito está perto da paralisação definitiva. A barulheira, ditatorial. O fedor, constante. O que restava de natureza, arrancado sem piedade para construir monstrengos de concepção arquitetônica medíocre. Igrejas e monumentos são “inaugurados” sem que a restauração tenha sido acabada.
]Durante cinco semanas de primavera em três países do hemisfério norte, me encantei com suntuosos e numerosos jardins mantidos com cuidado por prefeituras conscientes e atentas. Enquanto aqui, em Salvador, árvores, plantas e flores parecem inimigas públicas das autoridades. Desde as questionáveis intervenções na era Imbassahy até a mais horrenda descaracterização do Campo da Pólvora na lamentável gestão do viajante João Henrique, nossos edis fazem o possível para tornar repulsiva uma cidade que já teve tudo para encantar o mundo.
E por cúmulo, a prefeitura, que nem paga a meia-dúzia de funcionários dos planos inclinados que vivem fechados, consegue verbas astronômicas para publicar um escandaloso “Projeto Especial Marketing” de 52 páginas fartamente ilustrado, louvando uma gestão municipal tida como a pior do Brasil.
Podemos ter inveja de Cubatão.


SOBRE A GREVE DOS PROFESSORES

  Vivemos tempos sombrios no estado da Bahia


É triste lembrar que faço parte diretamente do caos que se encontra o estado da Bahia. Ajudei com o meu voto a eleger um candidato que em campanha política prometia fazer um governo igualitário, um governo pelo povo que primaria pelo diálogo e que traria equilíbrio e concórdia até mesmo com seus adversários políticos. Enfim, conseguindo se eleger, comemorei como muitos a vitória de um membro do PT que como promessa de campanha prometia olhar melhor para o funcionarismo público. Mas como sempre  diz,…”Se você quiser conhecer a verdadeira face do ser humano, dê poder a ele”. Então essa pessoa que ajudamos a eleger se voltou logo no início de mandato contra os funcionários públicos, perseguindo, cortando salários e já com mais de 30 dias de greve nós professores sucumbimos as pressões e voltamos ao trabalho perdendo naquele ano de 2007 até mesmo as nossas férias. Humilhados, voltamos cabisbaixos para o nosso “cativeiro educacional”, ou seja,… nossas unidades de ensino. Foi um ano digno de se esquecer.
Enfim tivemos a chance de mostrar ao Governador que sabíamos quem ele era, e esperei que na eleição de 2009 a resposta por parte do funcionarismo público fosse dada, mas ele foi mais astuto. Recuperou estradas, fez hospitais, ampliou o sistema habitacional não só em Salvador como em todo o estado, coisas que poderiam ter sido feitas antes, ele como uma raposa felpuda deixou tudo para o período que antecedia as eleições e sem concorrente direto, se reelege sem grandes esforços. Não satisfeito, continua a sua pratica de desestimulo a educação, não usando de forma correta o dinheiro do FUNDEB para valorizar o professor dando-lhe um salário digno para exercer suas funções, e até mesmo estruturar melhor as escolas para que as mesmas pudessem ser de fato um reduto do saber. A situação do servidor em educação ficou tão ruim que até para receber vantagens que é de direito do servidor é uma tarefa nada fácil de se conseguir, a começar pela licença prêmio que só é concedida aos docentes com mais de 20 anos de serviço. Menos disso, tantas entradas na documentação que for feita será sempre indeferida. Outra arbitrariedade do governo Jacques Wagner é que se o professor fez um curso, só poderá dar entrada na vantagem em 3 em 3 anos. Ou seja, estudar e receber o incentivo pela sua dedicação aos estudos rumo uma educação de qualidade e consequentemente melhoria do salário do docente é direito do servidor só no papel, pois o que a secretaria de educação puder fazer para atrasar o recebimento de vantagens é feito, e perguntados, as respostas são variadas e quase sempre secas e sempre em favor do estado, ou seja, nunca o servidor tem razão.
Nossa indignação com esse governo veio a se aprofundar quando “o nosso governador” insiste em ignorar o pagamento da URV que muitos estados já pagaram aos seus servidores, onde o mesmo já pagou ao judiciário, saúde, mas aos professores não aceita nem falar no assunto.
Por fim, para evitar greves, criou uma tal de “mesa permanente de negociação” dividida em zonais que segundo a idéia, era pegar as insatisfações e ideias dos docentes, analizá-las e resolvê-las afim de evitar desgastes futuros entre governo e docentes. Na  verdade era uma estratégia política para ganhar tempo e ludibriar a classe docente. Isso foi percebido pelas bases da categoria que advertiu o governo do engano de tentar enganar a classe, não satisfeito o governador que assinou em 2011 o termo de compromisso para acatar o piso nacional do magistério. já em 2012, deu o piso apenas para os professores sem nível superior, 22,22% e para os demais níveis apenas 6,5%, medida essa que achatou o salário da categoria, achatando os interníveis. Ou seja,… para ele não haveria mais diferença entre não licenciados e licenciados, mestres e doutores.
Sendo assim, a decretação da greve se fez inevitável já que o mesmo desde o início dela não senta pra negociar. De início ele dizia desconhecer o acordo firmado em novembro de 2011, dizendo que nunca houve acordo com reajuste de 22,22%. O curioso é que a assinatura no documento que ele tem em seu poder a APLB Sindicato também tem. Incrível que o mesmo passa por cima da lei assinada e aprovada pelo congresso no qual infelizmente somente 3 estados com a Bahia insistem em não cumprir o piso sancionado pela congresso.
Depois, acuado, diz não poder pagar por causa da lei de responsabilidade fiscal que limita o gasto dos governantes, mas o mesmo não mostra e não prova com documentos em que tem gasto os recursos do FUNDEB, recurso esse que foi criado para a melhoria da educação nos estados da união. Quando perguntado, fica irritado e logo desconversa.
Nessa queda de braço entre a truculência e a vontade de ver seus direitos reconhecidos já estamos com 70 dias de greve e 3 meses de salário cortado. O que surpreende é que o governo gasta cerca de R$20.000,00 por cada nota na tv esclarecendo a greve sobre a ótica deles não dando direito de resposta ao Sindicato dos professores, que mesmo pagando as principais emissoras da capital a TV BAHIA, RECORD e TV ARATU se recusam a colocar nossas notas no ar para que a população saiba realmente que tipo de ser humano esse senhor é. Não satisfeito e sentindo que perde terreno dia a dia, aumenta o pacote de “malvadezas”, sequestrando de forma arbitrária as contas do sindicato deixando o mesmo sem recursos. Francamente não vivi a ditadura, mas não pensei que pudesse ser possível dentro de um estado democrático medidas despóticas tão radicais como esse senhor de cabeça branca tem tomado. Sinto uma funesta coincidência cronológica dentro do cenário político baiano. Será que todos pensaram em ACM?... sim, o velho “Toinho Malvadeza” deve estar rolando no túmulo, já que aquele que tanto falou de suas ações no passado, hoje é capaz de colocar ACM nos bancos de escola atuando com tanta vilania e desmandos. Um verdadeiro “senhor feudal”.
Hoje, 19/06 (terça-feira), vivemos mais um momento histórico em nossas carreiras funcionais. Soubemos do sequestro das contas do sindicato por parte do estado, a negação de direito de resposta da TV BAHIA, RECORD e TV ARATU talvez temendo retalhações do governo contra eles ou por concordarem  por conveniência financeira. Mas mesmo sem poder de resposta nas emissoras, a NET, FACEBOOK, ORKUT, TWITTER e rádios são meios poderosos de esclarecimento, além do boca a boca. Não adianta roubar o nosso salário, sequestrar o dinheiro do sindicato e não nos dar direito de resposta na mídia, pois a opinião pública está conosco. Não adianta contratar em regime de urgência os nossos colegas em estado probatório de madrugada como se os mesmos fossem desocupados, contratar professores pelo REDA ou qualquer outra maracutaia, pois os alunos e pais de alunos sabem que 70 dias da greve dos professores ­­e os 12 da greve da polícia militar perfazem 82 dias que mesmo segundo o estado, tendo aulas aos sábados sem férias de julho, entrando por dezembro e janeiro não se cumpriria os 200 dias letivos, nem com aulas magníficas de Jorge Portugal ou outras ideias pirotécnicas será possível ensinar aos alunos do 3º ano conteúdos que deveriam ter sido vistos não só em 2012, mas em anos anteriores. Mas por força da falta de habilidade política do governo que sempre deixou o professorado sem alternativa a não ser resolver suas insatisfações com greve por falta de diálogo, o deft educacional não será resolvido com umas poucas aulas “tapa buraco” só pra dar satisfação a sociedade que já sabe quem é o vilão da história. O melhor era colocar as cartas na mesa e ser sincero pelo menos uma vez nesse segundo mandato e negociar de verdade como um político sério que infelizmente o governador não é. Peço que todos que recebam esse email, mandem para o máximo de pessoas possível, pois assim pode ser que os meios de comunicação do estado, pressionados, nos deixem expor nosso ponto de vista e nossas reinvidicações e não ficar apenas protegendo o governo por $er mai$ intere$$ante financeirante. Vamos mostrar isenção pessoal!!!
A luta continua!!!
 Marlene R. Souza Felicio

E SOBRE AS ESTRANHAS DECISÕES DO GOVERNO ESTADUAL NO QUE DIZ RESPEITO A EDUCAÇÃO

Empresa dirigida por Jorge Portugal fecha contrato milionário com a SEC  Salvador -

Enquanto os professores da rede estadual de ensino penam sem salários há mais de dois meses, a Abaís Conteúdos Educativos e Produção Cultural Ltda acaba de fechar um contrato milionário com a Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC).A Abaís, dirigida pelo ótimo professor Jorge Portugal, vai receber exatos R$ 1.591.774,80.
O objeto do contrato – com vigência de 180 dias e feito com dispensa de licitação - é a “prestação de serviços educacionais Pré-Enem” (CONT.)

Leia matéria na integra... e prestem atenção nos comentários dos internautas.



quarta-feira, 27 de junho de 2012

FORTUNA DOS BATISTAS

 Rico não vai para a cadeia 


Hélio Fernandes... Após longa ausência, certamente motivada pelo falecimento de dois filhos, ocorridos no ano passado, e do irmão, Millor Fernandes, ocorrido no mês passado, o decano dos jornalistas brasileiros, nonagenário, finalmente volta a escrever e a nos brindar com suas análises, sempre acuradas e calcada em fatos incontestáveis.
Por Hélio Fernandes - Publicado na Tribuna da Imprensa


Eike Batista: "Paguei meu imposto de renda com um cheque de 670 MILHÕES DE REAIS. Deve ser verdade.
Mas de onde vem essa fortuna, que segundo ele, é a maior do Brasil? Do pai, o melhor do Brasil?
Ninguém duvida, as dúvidas estão todas na sua vida, ou melhor, na vida do pai, que montou sua herança, antes mesmo dele nascer. Ninguém tem uma trilha (que gerou o trilhão) de irregularidades tão grande quando Eliezer Batista.

E em toda a minha vida profissional, nunca escrevi tanto e tão vastamente sobre irregularidades, prejuízo ao Brasil, ENRIQUECIMENTO COLOSSAL, quanto sobre Eliezer. E logicamente nem uma vez de forma POSITIVA, sempre naturalmente NEGATIVA.

A partir do "Diário de Notícias" (1956/1962) e depois já na "Tribuna da Imprensa", Eliezer era personagem quase diário. O roubo das jazidas de manganês do Amapá, assunto exclusivo deste repórter, ninguém participava, Eliezer era tão GENEROSO com os jornalões, como foi depois com o filho. O Brasil era o maior produtor de manganês do mundo. Como era de outros minérios, todos controlados por ele, presidente eterno da Vale.

Eliezer devastou o Amapá, entregou todo o manganês aos americanos, a "preços de banana" (royalties para o presidente dos EUA, Theodore Roosevelt, que inventou essa expressão para identificar os países
debaixo do Rio Grande. Isso em 1902). No Porto de Nova Iorque, os navios que vinham do Brasil com manganês, atracavam lá longe para não provocar comentários. E este repórter dava o número dos navios, os nomes, o total da carga, o miserável preço da venda, EMPOBRECENDO o Brasil, ENRIQUECENDO os "compradores" e o grande  VENDEDOR (sem aspas) Eliezer.

Está tudo no arquivo da "Tribuna", fechada por necessidade de silenciar o jornal que contava tudo. Os jornalões, servos, submissos e subservientes, exaltavam as vendas destruidoras, elogiavam o PROGRESSO
DO AMAPÁ, por ordem deELIEZER e da VALE. Diziam: "O Amapá abre estradas, constrói escolas e hospitais, os pobres estão muito mais atendidos e alimentados". Mistificavam a opinião pública, queriam convencer a todos, que EXPLORAR AS RIQUEZAS do então Território, deixando os milhares de
pobres habitantes sem comer, sem morar, sem hospital e escola. Tudo transitório, enquanto ESBURACAVAM todas as terras, EXTRAÍAM o manganês e DOAVAM tudo aos trustes. (Como se chamavam, na época).

Gostaria de reproduzir tudo isso, a corrupção praticada pelo pai, beneficiando e enriquecendo ele mesmo e acumulando para o filho bem-aventurado. (Mas como o jornal está fechado, tenho que ESQUECER
essas matérias de 40 e 50 anos, mas a-t-u-a-l-i-z-a-d-í-s-s-i-m-a-s.

Quem nasce Batista se reproduz na riqueza de outro Batista. Só o manganês não se reproduz, dá apenas uma safra). Mas como Eliezer foi sempre muito PREVIDENTE, controlou todos os minérios, que deixou para o filho, de "papel passado", ou então em indicações DEBAIXODA TERRA. Mas com os mapas atualizados e do conhecimento APENAS DO FILHO, A MAIOR FORTUNA DO BRASIL, ANTES MESMO DE NASCER.
(O Brasil tem quase a totalidade da produção desses minérios, como tinha do manganês, raríssimos. E como tem do NIOBIO, ainda mais raro e IMPRESCINDÍVEL, 98 por cento de tudo o que existe no mundo). Alternando de pai para filho, afinal onde termina Eliezer e começa o Eike? O pai já completamente identificado, mesmo com presidente, "DONO" da Vale, embora já carregasse como propriedade pessoal, a
ICOMI, fundada para concorrer com a própria Vale. Utilizando a ESTATAL para produzir lucros PARTICULARES.

PS - O filho Eike nasceu rico e poderoso. Se descuidou, foi preso em casa pela Polícia Federal. Seguiu a receita de Daniel Dantas, "só tenho medo da Polícia, lá em cima, eu resolvo", resolveu. Ninguém sabe
onde está a conclusão do ato de prisão.

PS2 - Para o HOMEM MAIS RICO DO BRASIL SER PRESO, é necessário que a acusação esteja fundamentada. ESTAVA. Mas as providências LÁ DE CIMA, também ESTAVAM.

PS3 -  Eike "funda" empresas que provocam notícias e permitem a concessão de favores. Nem é pelo lucro, e sim para exibição.

PS4 - Fora a herança "que meu pai me deixou", abriu ou comprou restaurantes, hotéis, espalhou através dos amestrados, "estou DESPOLUINDO a Lagoa Rodrigo de Freitas". Continua a mesma, ninguém
conhece a Lagoa como este repórter. Mas as pessoas acreditam na DESPOLUIÇÃO. Ha!Ha!Ha! Não riam, é a tragédia da corrupção.

PS5 - É preciso que alguém obrigue Eike Batista a explicar como se tornou O HOMEM MAIS RICO DO BRASIL. Acho que quem pode fazer isso é a RECEITA FEDERAL.

terça-feira, 26 de junho de 2012

BELO MONTE. UM MODELO COLONIAL

TERIA MUITOS COMENTÁRIOS A FAZER A RESPEITO DESTE DOCUMENTÁRIO DENUNCIANDO, MAIS UMA VEZ, O OPORTUNISMO DESLAVADO DE UM BOM PUNHADO DE POLÍTICOS VELHACOS E EMPREITERAS IDEM.

MAS PARA SER BREVE, ALGO ME CHAMA A ATENÇÃO.

O AUTOR DESTE TRABALHO, LONGO, DIFICIL E PERIGOSO É ANDRÉ D´ELIA, UM JOVEM PAULISTA.

É BOM SABER QUE AINDA EXISTE NESTA NOVA GERAÇÃO, QUEM RECUSA O MODELO CONSUMO, FARRA E GANÂNCIA PARA MERGULHAR EM ASSUNTOS QUE NUNCA FARÃO SUA FORTUNA, MAS CONTRIBUIRÃO PARA UM POSSIVEL MUNDO MELHOR

DEUS, SATANÁS E NOSSA SAÚDE

DIVERTIDÍSSIMO!
HESITEI ENTRE COLOCA-LO NA SECÇÃO "HUMOR" OU NA "SAÚDE"...
APROVEITEM.

https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=gmail&attid=0.1&thid=1382a5ae712dbce1&mt=application/vnd.ms-powerpoint&authuser=0&url=https://mail.google.com/mail/u/0/?ui%3D2%26ik%3Dd80861bad9%26view%3Datt%26th%3D1382a5ae712dbce1%26attid%3D0.1%26disp%3Dsafe%26zw&sig=AHIEtbRFMMo3aWprvF2OEAHPbWAEJT3bdQ

MONSANTO E O AÇUCAR

Voltem para o velho e bom açúcar,
que no Brasil há mais de 500 anos
alimenta a nossa população e nossos
antepassados não apresentavam esses
sintomas das doenças "modernas" .
Passei alguns dias falando na
CONFERÊNCIA MUNDIAL DE MEIO AMBIENTE a respeito
do ASPARTAME, conhecido como Nutrasweet,
Equal, Zerocal, Finn e
Spoonful.

Eles anunciaram que existia uma
epidemia de Esclerose Múltipla e
Lúpus sistêmico, e não entendiam que
toxina estava fazendo com que essas
doenças assolassem os Estados Unidos tão
rapidamente.

Eu expliquei que estava lá para
falar exatamente sobre este assunto.

ALZHEIMER, MAL DO ADOÇANTE.
Artigo escrito pela Dra. Mancy
Marckle.
Quando a temperatura excede 30º C,
o álcool contido no ASPARTAME se
converte em formaldeído e daí para ácido
fórmico (o ácido fórmico é o veneno das
formigas), que provoca acidose
metabólica.

A toxicidade do metanol imita a
esclerose múltipla e as pessoas
recebem diagnóstico errado de esclerose
múltipla.

A Esclerose múltipla não se
constitui em sentença de morte, mas a
toxicidade do metanol sim.

No caso do Lúpus sistêmico,
estamos percebendo que é quase tão
grave quanto a esclerose múltipla,
especialmente em USUáRIOS DE DIET
COKE E DIET PEPSI.

Nos casos de Lúpus sistêmico
causado pelo ASPARTAME, a vítima
geralmente não sabe que o Aspartame é a
causa de sua doença e continua com seu uso,
agravando o lúpus a um grau tão intenso que
algumas vezes ameaça a vida.


Quando interrompemos o uso do Aspartame,
as pessoas que tinham lúpus ficam
assintomáticas.

Em uma conferência eu disse: 'Se
você está usando ASPARTAME
(Nutrasweet, Equal, e Spoonful, etc.) e
sofre de sintomas como fibromialgia,
espasmos, dores, formigamento nas pernas,
câimbras, vertigem, tontura, dor de
cabeça, zumbido no ouvido, dores
articulares, depressão, ataques de ansiedade,
fala atrapalhada, visão borrada ou perda
de memória - você provavelmente tem a
DOENÇA DO ASPARTAME!

As pessoas começaram a pular
durante a palestra dizendo: Eu tenho
isto, é reversível? É
impressionante.
Há um tempo houve Audiências no
Congresso dos EUA incluindo o
aspartame em 100 produtos diferentes. Nada
foi feito.

Os lobbies da droga e da indústria
química têm bolsos muito
profundos.

Agora existem mais de 5000 produtos
contaminados com este produto
químico, e a patente expirou. Na
época da primeira audiência, as pessoas estavam
ficando cegas.

O metanol no aspartame se converte
em formaldeído na retina do olho.
Formaldeído é do mesmo grupo das drogas
como cianeto e arsênico - Venenos mortais!


Infelizmente, leva muito tempo para
matar, mas está matando as pessoas e
causando todos os tipos de problemas
neurológicos.

O Aspartame muda a química do
cérebro. É a causa de diversos
tipos de ataque. Esta droga muda os níveis de
dopamina no cérebro.

Imagine o que acontece com os
pacientes que sofrem de Doença de
Parkinson? Também causa
malformações fetais. Não existe nenhuma razão
para se utilizar este
produto.
NÃO É UM PRODUTO DIETÉTICO! Os
anais do congresso dizem: ele
faz você desejar carboidratos e faz
engordar. Dr. Roberts viu que quando ele
interrompeu o uso do Aspartame a perda
de peso foi de 9,5 kg por pessoa. O
formaldeído se armazena nas células
adiposas, principalmente nos quadris
e coxas.

O Aspartame é especialmente mortal
para os diabéticos. O Dr. H.J.
Roberts, especialista diabético e
perito mundial em envenenamento pelo
Aspartame, escreveu um livro entitulado: DEFESA
CONTRA A DOENÇA DE ALZHEIMER
www.sunsentpress.com/defenseAgainstAlzheimers.html

Dr. Roberts conta como o
envenenamento pelo Aspartame está
relacionado à doença de Alzheimer.
E realmente está. Mulheres de 30 anos
estão sendo internadas com Alzheimer.

Dr. Russell Blaylock e Dr. Roberts
estão escrevendo uma
carta-posição com alguns casos
relatados e vão colocá-la na
Internet.

PEDIMOS QUE VOCÊ SE ENGAJE
TAMBÉM.

Imprima este artigo e avise todas as
pessoas que você conhece.

TIRE TUDO O QUE CONTÉM ASPARTAME
DO ARMÁRIO.

ENVIE PARA NÓS SUA HISTÓRIA.
Eu asseguro que A MONSANTO, A
CRIADORA DO ASPARTAME - SABE COMO ELE É
MORTAL. ELES FINANCIAM A ASSOCIAÇÃO
AMERICANA DE DIABETES, A ASSOCIAÇÃO
AMERICANA DE DIETÉTICA, O CONGRESSO
E A CONFERÊNCIA DO COLÉGIO
AMERICANO DE MEDICINA.
O New York Times, em 15 de
Novembro de 1996, publicou um artigo
a respeito de como a Associação
Americana de Dietética recebe dinheiro da
indústria Alimentícia para endossar seus
produtos.

Por isso, eles não podem criticar
aditivos ou falar a respeito de sua
ligação com a MONSANTO. A que ponto
chega isso?

Dissemos a uma mãe cujo filho
estava usando Nutrasweet para
interromper o uso do produto. A criança
estava tendo convulsões diárias. Ela
suspendeu o uso do produto e em poucos dias a
criança ficou boa.

Repasse para seus amigos e parentes
para que eles saibam a que estão
expostos com o uso desses venenos
modernos.

É SURPREENDENTE COMO O PODER DO
DINHEIRO SUPLANTA A AÇÃO DOS ÓRGÃO PÚBLICOS DE
DEFESA DA POPULAÇÃO E PERMITEM QUE GRUPOS
CAPITALISTAS PODEROSOS COMERCIALIZEM PRODUTOS
COMO OS ACIMA
CITADOS.







domingo, 24 de junho de 2012

O TESTE DO SOFÁ E O GAROTO DE MALUF



Poucas imagens do jornalismo causaram tanto alvoroço e repercussão nos últimos tempos quanto as fotografias e cenas exibindo em multiplicidades de poses o ex-presidente Lula, seu candidato à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, e o nome mais associado à corrupção no Brasil nas últimas quatro décadas: Paulo Maluf. A cena soava pornográfica até mesmo para quem acredita mais em duende que em coerência política. Lula e Maluf felizes e sorridentes, tendo ao meio um Haddad aparentemente constrangido de riso amarelado. Os três abraçados, nos jardins imperiais da mansão de Maluf, para onde o anfitrião os atraiu sob o álibi de selar e anunciar seu apoio eleitoral à chapa petista. Ofereceu uma feijoada e fez questão de encerrá-la na área verde externa do seu bunker malufista, sob o olhar de fotógrafos e cinegrafistas convocados para imortalizar o tão inusitado encontro na memória política do país. 

TESTE DO SOFÁ – Pragmático e sempre ancorado nos argumentos do cinismo que são peculiares à média da classe política brasileira, Maluf deu a tônica da essência das coisas quando perguntado sobre onde teriam ido parar os resquícios ideológicos partidários que separavam esquerda e direita. Segundo anunciou-se no jornalismo político, a sua resposta teria sido algo do tipo: já não existe nem direita, nem esquerda. O que existe são segundos na TV. Ou seja, os abraços, os tapinhas, a feijoada com direito a cenas públicas de afagos nos jardins impostos a (e imediatamente aceitos por) Lula em troca do apoio de Maluf à candidatura de Haddad seriam uma versão eleitoral do teste do sofá.


Há quem diga que, ao longo da história da televisão brasileira (quiçá do mundo, quiçá do cinema internacional), muitas mulheres lindas, com ou sem talento, precisaram submeter-se ao famoso teste do sofá, oferecendo seus encantos a algum diretor ou chairman poderoso das emissoras para, assim, obter oportunidade e espaço na telinha. Pois bem, esta campanha eleitoral que se aproxima será uma campanha antecedida e marcada pelo ‘teste do sofá’, onde alhos e bugalhos estão se misturando sem qualquer pudor desde que sentar no sofá do ex-opositor signifique uns segundinhos a mais no horário eleitoral gratuito.


CINISMO - Foi isso que Lula foi fazer com Haddad na mansão de Maluf: o teste do sofá. Em troca dos preciosos tempinhos do partido de Maluf na TV no horário eleitoral gratuito. Do mesmo modo, por aqui, na Bahia, o DEM também apelou para a mesma estratégia assediando o Partido Verde e uma militante dos movimentos sociais da periferia e do movimento negro. Se um dia o DEM de ACM Neto já contestou juridicamente as cotas raciais na universidade e agora tem como vice Célia Sacramento, uma árdua defensora das cotas, os antagonismos entre ambos, como diria Maluf, não mais importam. O que importa são os preciosos segundos na TV que o casamento político do DEM com o PV proporciona à campanha eleitoral.

E na onda do teste, o cinismo se espraia sem qualquer resquício de pudor. O próprio ex-presidente Lula, ao posar com a presidente Dilma durante a Rio+20, dois dias após posar com Maluf e um dia após a ressaca política de ver a vice do seu candidato, a ex-prefeita de São Paulo, Luiza Erundina, recuar da chapa alegando repulsa às imagens da véspera, saiu-se com um trocadilho infame. Referiu-se à foto com Dilma como sendo ambientalmente correta, numa oposição à politicamente incorreta, literal, com Maluf. No mesmo evento, o governador da Bahia, Jaques Wagner, também se sentindo confortável no posto de piadista experimental disse que em tempos de Rio+20 era preciso ver a aliança com Maluf num contexto em que sustentabilidade pressupõe não exterminar qualquer espécie [política]. Muito engraçado, governador. Além disso, para Wagner, para vencer as eleições em São Paulo vale o esforço de aliar-se a Maluf.   



‘MEU GAROTO’! - Entre o teste do sofá visando a campanha eleitoral na TV, que logo entrará nos lares brasileiros assustando o telespectador que tiver estômago para assisti-lo, e as imagens de Lula no bunker malufista, a cena mais tradutora da canastrice bufa do encontro talvez seja a de Paulo Maluf passando a mão nos cabelos recém-cortadinhos de Haddad. Vista na TV e nos jornais a imagem parecia pedir desesperadamente uma legenda. Poderiam ter tomado-a emprestada do bordão de um dos personagens antológicos de Chico Anísio. Quem não lembra da dupla de palhaços Cascata (Chico) e Cascatinha (Castrinho), cujo bordão era: ‘meu pai-pai!; meu garoto!’? À luz da imagem, Maluf transformou Haddad no garoto de Maluf.


Malu Fontes é jornalista, doutora em Comunicação e Cultura e professora da Facom-UFBA. Texto publicado originalmente em 24 de junho de 2012, no jornal A Tarde, Caderno 2, p. 05, Salvador/BA; maluzes@gmail.com

Velhas portas em Marrakesh

LÁ SE VAI OUTRO CARNAVAL...


Nestes últimos três anos, muito se tem falado e publicado sobre o carnaval de Maragojipe.
Mas quem começou com a divulgação deste evento senão a museóloga Rosa Vieira de Melo e suas insistentes exposições no Ipac? Com recursos próprios e, como sempre, sem o mínimo apoio da prefeitura beneficiada. Confesso que, num primeiro momento, não acreditei no que me parecia uma encenação sem conteúdo, tal a gritante e abismal diferença com aquilo em que se transformou o carnaval de Salvador.
Quanto à pretensa semelhança com Veneza, basta retirar as acadêmicas máscaras de plástico (made in China?) que escondem os rostos em ambos os eventos para acabar com a absurda referência. O nosso nada tem a ver com o italiano, senão pelas origens européias. O que lá é estática sofisticação em excepcional cenário sobre ás ondas escuras do Adriático, aqui é participação, comunhão e enraizada alegria tropical a beira das águas sonolentas do Paraguaçu.
De 2004 a 2010, com o amigo Martial Toussaint du Wast, ele, câmera no ombro, eu, máquina fotográfica a tiracolo, documentamos esta improvável festa. Mais de 2000 fotos ainda tenho. Nos primeiros anos, poucos eram os forasteiros, mais raros os fotógrafos. Fizemos amizades com Patrão, folião mor de Maragojipe e com o grupo GRAMMA, Taj Mahal dos quatro dias de fantasia.
Numa quarta-feira de cinzas, fui falar com o prefeito, sugerindo tombamento como Patrimônio Cultural Imaterial Nacional. Preferiu o mais modesto registro estadual. Noutra quarta-feira de cinzas, propus ao entusiasmado edil um projeto editorial sobre o mesmo evento. Deve estar, até hoje, mofando na gaveta. Agora o Estado começou a meter sua sempre pesada pata na festa. Agora tem grito de Carnaval, tem escola de samba carioca e Armandinho. Agora tem viagens ás Oropas – ás custas de quem? Amanhã virão Durval Lelys, Claudia Leitttte, arquibancadas e... acabou a autenticidade da deliciosa festa.
A Rosa deveria ter ficado na janela a fazer crochê e eu tomando uma num boteco qualquer em vez de despertarmos os monstros da sociedade de consumo e do turismo de massa...

POR 30 GRAMAS DE MACONHA


Um estudante francês, de férias pelos lados da baia de Camamu, foi preso no ano passado com 30 gms de maconha. Levado a delegacia do povoado, ficou por lá durante um mês, a espera de uma decisão de Valença. O representante consular na Bahia conseguiu finalmente que o garoto fosse transferido até uma penitenciaria de Salvador. Durante uma briga, cuja motivação não me foi esclarecida, o jovem foi esfaqueado e morreu.
Por 30 gms de maconha e uma burocracia criminosa.

Pode imaginar o leitor o pavor deste forasteiro no auge da juventude, mergulhado durante mais de um mês no mais absoluto avesso do sonho que representava esta viagem ao Brasil, sem falar a língua nem conhecer as sórdidas regras dos calejados marginais?

Nossa sociedade foi abocanhada, desde os anos 70, pelas drogas mais diversas, algumas letais. É uma situação dramática? É. Mas ao recusar a legalização dos entorpecentes, estamos repetindo o absurdo da Lei Seca em 1917 nos EU, ditada pelo fundamentalismo puritano. Desta atitude extremista iria florescer um gansterismo exacerbado. 
Hoje a história se repete, gangrenando toda a estrutura social a nível planetário.

Não são poucos aqueles que defendem esta legalização - eu entre eles - baseados na evidência que é impossível combater o inimigo que se esconde. E o inimigo não é o traficante, mas sim a doença. 

Nasci e me criei em Marrocos e, durante toda minha adolescência, testemunhei adultos fumarem seu cachimbo de haxixe nos cafés ou bancos públicos sem que por tanto fosse alterada a ordem pública. 
Alguém perguntará se eu também fumei. Sim, por três vezes, confesso, o cachimbo me foi oferecido e aceitei. Nada senti, não achei a menor graça. Ponto final. Se nunca mais fumei, nem cigarro de palha, é que cedo entendi a necessidade de preservar minha saúde.

A Lei Seca foi “...abolida por Roosevelt em 5 de dezembro de 1933, levando boa parte do crime organizado à falência.” afirma o Google. 
Talvez esta seja a verdadeira razão que impede a legalização das drogas e um eficiente combate a uma praga que mata mais que uma guerra civil.




  SOMOS TODOS CULPADOS

Em novembro passado, um pequeno artigo na página policial deste jornal passou despercebido pela maioria dos leitores. Na longínqua cidade de Barreiras, 82 presos tinham fugido do complexo policial, ficando 90 outros presos que recusaram a oportunidade, sabe-se lá por quê. Detalhe: o local, inaugurado em 2003, fora previsto para 28 presos, mas amontoava 172! Ou seja, onde caberia um único homem, havia mais de seis!
Imagine seis pessoas para dividir uma cama ou um espaço sentado. Trata-se de uma situação absolutamente inadmissível, um crime contra a dignidade humana que mereceria ser julgado em tribunal internacional. E depois a sociedade fica reclamando da falta de segurança!
Com tamanha omissão das autoridades e silêncio da opinião pública, somos todos coniventes com o agravamento da marginalidade. Está mais que provado: onde há respeito pelo transgressor, há maior possibilidade de regeneração. As poucas penitenciárias que se preocupam com recuperação e inserção na sociedade sabem que as chances de transformar um marginal/marginalizado em cidadão consciente são proporcionais ao tratamento recebido e a formação profissional adquirida. Se é comum observar protesto para tudo e qualquer motivo - uma passarela, um semáforo ou falta de ônibus - nunca vi passeata a favor dos presos tratados pior que gado ou frango de aviário.
A visibilidade de um governador ou ministro ao decidir a construção de um novo estádio, de questionável necessidade, ou de uma ponte faraônica, é indiscutível, embora existam outras soluções mais econômicas, porem menos espetaculares. Cabe a sociedade organizada questionar o oportunismo destas obras em detrimento de urgências como resgatar a dignidade e o futuro de seres humanos.
Lembro uma entrevista neste mesmo jornal dada pela recém empossada Secretária da Justiça, Marília Muricy, hoje relatora da Comissão de Ética Pública em Brasília, quando falou da gravidade do problema. Infelizmente, não lhe foi dada a oportunidade de construir novas relações com os que são, com freqüência, mais vítimas ou desajustados que culpados.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

FARSA POLÍTICA

Merval Pereira - O Globo - 20/06/2012

A foto que incomodou Luiza Erundina e chocou o país, do ex-presidente Lula ao lado de Paulo Maluf para fechar um acordo político de apoio ao candidato petista à prefeitura paulistana (o nome dele pouco importa a essa altura), é simbólica de um momento muito especial da infalibilidade política de Lula.
Sua obsessão pela vitória em São Paulo é tamanha que ele não está mais evitando riscos de contaminação como o que está assumindo com o malufismo, certo de que tudo pode para manter ou ampliar o seu poder político.
O choque causado por esse movimento radical pouco importará se a vitória vier em outubro. Mas se sobrevier uma derrota, a foto nos jardins da mansão daquele que não pode sair do país porque está na lista dos mais procurados pela Interpol será a marca da decadência política de Lula, que estará então encerrando um largo ciclo político em que foi considerado insuperável na estratégia eleitoral.
Até o momento, as alianças políticas com Maluf eram feitas por baixo dos panos, de maneira envergonhada, como a negociação em que o PSDB paulista fechava um acordo com o PP em busca de seu 1m30s de tempo de propaganda eleitoral.
A própria Erundina disse, candidamente, que o que a incomodara foi o excesso de exposição do acordo partidário.
Maluf, do seu ponto de vista, agiu com a esperteza que sempre o caracterizou, mas com requintes de crueldade.
Ao exigir que Lula fosse à sua casa para selar o acordo, e chamar a imprensa para registrar o momento glorioso para ele e infame para grande parte dos petistas, ele estava se aproveitando da fragilidade momentânea do PT, que tem um candidato desconhecido que precisa ser exposto ao eleitorado para tentar se eleger.
Lula, como se esse fosse o último reduto eleitoral que lhe falta controlar, está fazendo qualquer negócio para viabilizar a candidatura que inventou.
Já se entregara ao PSD do prefeito Gilberto Kassab, provocando um racha no PT talvez tão grande quanto o de agora, e acabou levando uma rasteira que já prenunciava que talvez o rei estivesse nu.
Agora, quem lhe deu a rasteira foi uma dupla irreconciliável, que Lula tentou colocar no mesmo saco sem nem ao menos ter se dado ao trabalho de conversar antes: Luiza Erundina, que um dia foi afastada do PT por ter aceitado um ministério no governo de coalizão nacional de Itamar Franco, agora se afasta do PT malufista.
E Maluf, que vinha minguando como força política, viu a possibilidade de recuperar a importância estratégica em São Paulo no pouco mais de um minuto de televisão que o PP detém por força de lei.
A sucessão de erros políticos que Lula parece vir cometendo nos últimos meses - a escolha de Haddad, o encontro com Gilmar Mendes, a CPI do Cachoeira, o acordo com Maluf - só será superada se acontecer o que hoje parece improvável, uma vitória de Fernando Haddad.
No resto do país, o PT está submetendo os aliados a seus interesses paulistas, fazendo acordos diversos para garantir em São Paulo uma aliança viável.
A foto de Lula confraternizando com Maluf tem mais um aspecto terrível para a biografia do ex-presidente: ela explicita uma maneira de fazer política que não tem barreiras morais e contagiou toda a política partidária, deteriorando o que já era podre.
As alianças políticas entre Lula, José Sarney, Fernando Collor e Maluf colocam no mesmo barco políticos que já estiveram em posições antagônicas fazendo a História do Brasil, e hoje fazem uma farsa histórica.
Em 1989, José Sarney era presidente da República depois de ter enfrentado Paulo Maluf no PDS. Ante uma previsível vitória do grupo de Maluf derrotando o de Mario Andreazza, Sarney rompeu com partido que presidia, ajudou a fundar a Frente Liberal (PFL) e foi vice de chapa de Tancredo.
Na campanha presidencial da sucessão de Sarney, Lula disse o seguinte dos hoje aliados Sarney e Maluf: "A Nova República é pior do que a velha, porque antigamente era o militar que vinha na TV e falava, e hoje o militar não precisa mais falar porque o Sarney fala pelos militares e os militares falam pelo Sarney. Nós sabemos que antigamente se dizia que o Adhemar de Barros era ladrão, que o Maluf era ladrão. Pois bem: Adhemar de Barros e Maluf poderiam ser ladrão (sic), mas eles são trombadinhas perto do grande ladrão que é o governante da Nova República, perto dos assaltos que se faz".
Na mesma campanha, Collor não deixou por menos: chamou o então presidente Sarney de "corrupto, incompetente e safado".
Durante a campanha das Diretas Já ,Lula se referiu assim a Maluf: "O símbolo da pouca-vergonha nacional está dizendo que quer ser presidente da República. Daremos a nossa própria vida para impedir que Paulo Maluf seja presidente".
Maluf e Collor tinham a mesma opinião sobre o PT até recentemente. Em 2005, quando Maluf foi preso e Lula festejou, e recebeu a seguinte resposta: "(..) se ele quiser realmente começar a prender os culpados comece por Brasília. Tenho certeza de que o número de presos dá a volta no quarteirão, e a maioria é do partido dele, do PT".
Já em 2006, em plena campanha presidencial marcada pelo mensalão, Collor disse que foi vítima de um "golpe parlamentar", do qual teriam participado José Genoino e José Dirceu, "enterrados até o pescoço no maior assalto aos cofres públicos já praticado nessa nação".
E garantiu: "Quadrilha quem montou foi ele (Lula)", citando ainda Luiz Gushiken, Antonio Palocci, Paulo Okamotto, Duda Mendonça, Jorge Mattoso e Fábio Luiz Lula da Silva, o filho do presidente.
São muitas histórias e muita História para serem esquecidas simplesmente porque Lula assim decidiu.


 


.

A MORTE DO PADRE

O velho padre, durante anos, tinha trabalhado fielmente com o povo  africano, mas voltou ao Brasil, doente e moribundo. No Hospital Geral de  Brasília, é  a notícia da hora.
Já nos últimos suspiros, ele  faz um sinal à  enfermeira, que se aproxima.
- Sim, Padre? diz a enfermeira.
- Eu queria ver dois  proeminentes políticos antes de morrer, Renan  Calheiros e o Sarney, sussurrou o padre.
- Sim, Padre, verei o que posso fazer, respondeu a enfermeira.
De imediato, ela entra em contato com o  Congresso Nacional e  logo  recebe a notícia: ambos também gostariam muito de visitar o padre moribundo.
A caminho do hospital, Sarney  diz a Renan Calheiros:
- Eu não sei porque o velho padre nos quer ver, mas certamente  que isso vai ajudar a melhorar a nossa imagem  perante a Igreja e o povo, o que é sempre bom.
Renan Calheiros concordou.  Era uma grande oportunidade para eles e  até foi enviado um comunicado oficial à imprensa sobre a visita.

Quando chegaram ao quarto, com toda a imprensa presente, o  velho  padre pegou na mão de Sarney, com sua mão direita  e na mão de Renan Calheiros, com sua esquerda.
Houve um  grande silêncio e notou-se um ar de pureza e serenidade no semblante do padre.
Renan Calheiros então disse:
Padre, porque é que fomos nós os escolhidos, entre tantas pessoas,  para estar ao seu lado no seu fim?
O Padre, lentamente, disse:
-Sempre, em toda a minha vida, procurei ter como modelo o Nosso Senhor  Jesus Cristo.
-Amém, disse Sarney.
-Amém, disse Renan Calheiros.
E o Padre concluiu:
>>-Então... como Ele morreu entre dois ladrões, eu quero fazer o  mesmo!!!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

POLÍTICA ANTI-DROGAS EM PORTUGAL

MAIS UMA VEZ PODEMOS APRENDER
 COM OS PORTUGUESES...

img1.jpg

O NAVIO QUE NÃO NAVEGA



Por Júlia Rodrigues














Em 7 de maio de 2010, ao lado da sucessora que escolhera e do governador pernambucano Eduardo Campos, o presidente Lula estrelou no Porto de Suape um comício convocado para festejar muito mais que o lançamento de um navio: primeiro a ser construído no país em 14 anos, o petroleiro João Cândido fora promovido a símbolo da ressurreição da indústria naval brasileira. Produzida pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), incorporada ao Programa de Modernização e Expansão de Frota da Transperto (Promef) e incluída no ranking das proezas históricas do PAC, a embarcação com 274 metros de comprimento e capacidade para carregar até um milhão de barris de petróleo havia consumido a bolada de R$ 336 milhões – o dobro do valor orçado no mercado internacional.
Destacavam-se na plateia operários enfeitados com adesivos que registravam sua participação no parto de mais uma façanha do Brasil Maravilha. Seria uma festa perfeita se o colosso batizado em homenagem ao marinheiro que liderou em 1910 a Revolta da Chibata não tivesse colidido com a pressa dos políticos e a incompetência dos técnicos. Assim que o comício terminou, o petroleiro foi recolhido ao estaleiro antes que afundasse ─ e nunca mais tentou flutuar na superfície do Atlântico.
O vistoso casco do João Cândido camuflava soldas defeituosas e tubulações que não se encaixavam, além de um rombo cujas dimensões prenunciavam o desastre iminente. Se permanecesse mais meia hora no mar, Lula seria transformado no primeiro presidente a inaugurar um naufrágio. Estacionado no litoral pernambucano desde o dia do nascimento, nem por isso o navio deixou de percorrer o país inteiro. Durante a campanha presidencial, transportado pela imaginação da candidata Dilma Rousseff, fez escala em todos os palanques e foi apresentado ao eleitorado como mais uma realização da supergerente que Lula inventou.

A assessoria de imprensa da Transpetro se limita a informar que não sabe quando o João Cândido vai navegar de verdade. O Estaleiro Atlântico Sul, criado com dinheiro dos pagadores de impostos, não tem nada a dizer. Nem sobre o petroleiro avariado nem sobre os outros 21 encomendados pelo governo. No fim de 2011, o EAS adiou pela terceira vez a entrega do navio. A Petrobras, que controla a Transpetro, alegou que os defeitos de fabricação só podem ser consertados no exterior. PODE??!!
Quando o presidente era Nilo Peçanha, João Cândido comandou uma rebelião que exigia a abolição dos castigos físicos impostos aos marinheiros. Passados 102 anos, Dilma e Lula resolveram castigá-lo moralmente com a associação de seu nome a outro espanto da Era da Mediocridade: depois do trem-bala invisível, o governo inventou o navio que não navega.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

RETALHOS 71

Lula apertando a mão de Maluf --o que é que é isso, minha gente?O assunto esteve durante todo a segunda e ontem entre os mais comentados da rede social Twitter. Em sua conta, a atriz Luana Piovani foi uma das teclas mais enfáticas nas críticas. “O que é o Lula dando a mão pro ladrão sem provas do ano?!?! Meu Deus, que vergonha, que falta de caráter... tudo pelo poder, pelo conchavo. Será que dá para ele cuidar da saúde dele e deixar a nossa em paz? Porque eu fico doente com isso. Eu realmente estou embasbacada com a falta de compromisso dele com o povo, com a honestidade”, desabafou. A ex-ministra do Meio Ambiente do governo Lula, Marina Silva, saiu aplaudida após discurso em um evento relacionado à Cúpula Rio+20, ontem, quando tratou do tema. “Eles acreditam que só existe a política do pragmatismo, acreditam que vale misturar água e óleo apenas para ganhar mais tempo na televisão sem nem saber sobre o que propor”.(Recebido de um leitor)


O PIOR FOI A EXIGÊNCIA DO MALUF PARA QUE O ENCONTRO FOSSE NA CASA DELE

Depois de, por decreto, esfacelar o Comam e antes de viajar a passeio para a Europa e Disneylândia, o magnífico alcaide de Salvador detonou outro decreto (16/06) para mutilar o Conselho da Cidade: de 16 membros - tem 7 órgãos estatais ( que vão acompanhar Sempre os pedidos da turma que comanda tudo na cidade ) + 5 de entidades conservadoras empresariais + Projeto Axé e Unidunas ( que também abocanhou vaguinha no Comam ) e tem negócios com a prefeitura (são subservientes) = 14 votos garantidos para dizer Amém ao alcaide !!   Sobram 2 Entidades para perder em todas votações (a Fabs e a Ufba) ! Para quem gosta de ditadura disfarçada de democracia este Conselho vai ser de chorar!!
Muito será perdoado ao triste secretário estadual de turismo Domingos Leonelli por ter como filho o excelente ator João Miguel.

Você ainda é tão ingênuo que acredita que roupa suja do Congresso será lavada com a CPI do Cachoeira. Acorda, cara! Será tudo como dantes no quartel d´Abrantes. Por quê?
Simplesmente por haver tanta gente graúda envolvida que pouco restaria das instituições representativas, ameaçando até nossa democracia. Um palpite? Teremos até queima de arquivos.                                                                                                               

O baixo desempenho da construtora Delta nos contratos que tinha com a Petrobras deverá resultar na substituição da empresa, segundo informou a presidenta da estatal, Maria das Graças Silva Foster. A Delta é investigada por ligações com o empresário goiano Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, suspeito de comandar esquema de jogo ilegal e corrupção. É muito curioso como esta empresa, a Delta, tem desistido rapidinho de várias empreitadas de suma importância logo após o inicio da CPI. Quando o navio afunda, os ratos são os primeiros a pular fora... (Notícia de abril)

Se por acaso (Cruz-Credo!) o candidato republicano Romney for eleito, teremos novamente uma Barbie como Primeira Dama. Por que será que estas senhoras são tão parecidas umas com as outras? Até parece que saíram da mesma fábrica. Mesmo penteado, mesma vestimenta tipo Thatcher, mesmo sorriso Colgate. Deprimente! Jaqueline Kennedy, Hillary Clinton e a atual Michele Obama são as únicas que conseguiram fugir à regra.

Enquanto a especulação imobiliária está bombando, abocanhando qualquer pedaço de mata atlântica, dunas e lagoas, não se pode dizer que o dinamismo do projeto social “Minha casa, minha vida” esteja acompanhando. São inúmeras as críticas e reclamações. Tem quem está esperando há mais de cinco anos e vive de favor em barraco de parentes. Afinal que tipo de governo socialista é este? Na França da época Mitterand era apelidado de “Gauche caviar”. Alguém precisa de tradução?

Considerando o medíocre espetinho de candidatos a prefeito na cidade de Salvador, até que o ACM Neto poderia ser considerado como menos ruim. Mas quando a gente lembra que o mesmo partido Democratas (?) abriga gente como o Ronaldo Caiado  e outros mamutes pré-históricos, realmente a hipótese assusta.

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar a constitucionalidade de sistemas de cotas adotados por universidades brasileiras para seleção de seus alunos. Por enquanto, votou apenas o ministro Ricardo Lewandowski. Pode-se entender que haja argumentos válidos contra as cotas. Seriam inúteis numa sociedade mais justa. Mas quando os argumentos contra são defendidos por uma sofisticada advogada branca e de longos cabelos louros representando o Dem, a reação natural é de recusa automática.   
        
Só nos resta a louca esperança de um veto da presidente Dilma para limitar os estragos deste novo Código Florestal. Alguém já tinha ouvido falar de um tal Paulo Piau? Deve ser do baixo clero do Congresso. Pegou o bonde dos ruralistas para se projetar. O meio-ambiente que se dane!  

Cerca de 40 mil noruegueses se reuniram nos arredores do tribunal de Oslo para dar uma resposta a Anders Behring Breivik, o homem que está sendo julgado pela morte de 77 pessoas em julho passado na Noruega. O protesto, em forma de canção a metros de onde o atirador está sendo julgado, foi uma forma de mostrar que o massacre do ano passado não alterou o caráter tolerante da Noruega, disseram os organizadores. Esperemos que seja julgado doente mental para passar o fim da vida preso.

Deu no Correio da Bahia (25.4.12), página 17, nota sob o título “Michel Teló alcança topo da Billboard na categoria latina”, onde é noticiado o inesperado sucesso de sua música “Ai se eu te pego”. Não sei o que é Billboard pois da atual música popular (?) estou a léguas de distância. Suponho seja algo de muita importância no meio musical, pois apenas dois artistas conseguiram tal feito: Bebel Gilberto, em 2004, e Céu (?), em 2005. “Fenômeno mundial, Teló está em primeiro lugar em vendas em 25 países na loja de música da Apple, o iTunes, chegando a mais de 1,2 milhão de downloads pagos” (coisa que também não entendo). Segue a nota finalizando com esta incrível informação: “Na Alemanha, sua música é o single digital mais vendido de todos os tempos”. Que me perdoem os “entendidos”, mas sou ignorante demais para aplaudir esta imundície musical. Nem Francisco Alves, Frank Sinatra, Carlos Gardel, Maurice Chevalier, Big Crosby e outros gigantes musicais de outras décadas lograram tanto êxito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É o caso de se dizer em bom português: P.Q.P.! (Mandado por um leitor)

O Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, Deputado Domingos Dutra (PT-MA), protocolou requerimento na Comissão Parlamentar de Inquérito do Trabalho Escravo, solicitando a convocação de Marilene Fernandez, vice-presidente do McDonald’s para América Latina, e outros executivos da empresa, para falar sobre as denúncias de práticas de trabalho semelhante ao de escravo na rede McDonald’s no Brasil. O petista taxou de “trabalho escravo moderno” o que as empresas McDonald’s, Zara e Gregory estão praticando com seus funcionários, apesar de receber incentivos fiscais e diversos benefícios  concedidos pelo governo, acusando a McDonald’s de humilhar pessoas, praticar trabalho infantil, explorar adolescentes, adultos e pais de famílias de forma vergonhosa, como mostraram os dois vídeos exibidos na Câmara. 

Muito criticada na Europa, a FIFA consolida sua reputação de corrupção desenfreada. E mais: na África do Sul, que em véspera de copa, teve grandes manifestações  sociais contestando a construção de estádios em vez de casas populares, a maioria destes estádios estão, hoje se deteriorando por falta de uso. O mesmo aconteceu no México.

“Fui assaltada, na maior facilidade, no Salvador Shopping e fiquei sem meu celular OI. Quem tiver urgência em falar comigo utilize meu telefone XXXXXXX até eu ter tempo e paciência de enfrentar uma dessas lojas chatíssimas e seus péssimos atendimentos bem como, também, solucionar a mini burocracia para reaver meu número.” (Mandado por uma leitora deste blog.)

UM ENCONTRO DE PARANORMAIS!

TENTE VOCÊ TAMBÉM!

UMA VIAGEM ESPETACULAR!

A PRÓXIMA VIAGEM VISIVEL DO PLANETA VENUS FRENTE AO SOL, SÓ EM 2017!

terça-feira, 19 de junho de 2012

segunda-feira, 18 de junho de 2012

O ABSURDO DA GUERRA

Vejam a nitidez destas fotos tiradas entre 1861-65, principalmente se nos lembrar-mos que a primeira fotografia do mundo, surgiu em 1826 pelo "inventor" da fotografia Joseph Nicéphore Niepce.
A este justo comentário puramente técnico, gostaria de acrescentar a importáncia da fotografia como documento histórico. E aqui o lado (des) humano é a melhor denúncia do absurdo das guerras.
Somente o homem é capaz de tal aberração...

https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=gmail&attid=0.1&thid=137ffa40f0cf2aa5&mt=application/vnd.ms-powerpoint&authuser=0&url=https://mail.google.com/mail/u/0/?ui%3D2%26ik%3Dd80861bad9%26view%3Datt%26th%3D137ffa40f0cf2aa5%26attid%3D0.1%26disp%3Dsafe%26zw&sig=AHIEtbQ6Ue8K4R8QYipd4Ev0vmpcEkFyAw

domingo, 17 de junho de 2012

BURROS MOTIVADOS

UMA EXCELENTE ENTREVISTA PUBLICADA NA
 REVISTA ISTOÉ

https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=gmail&attid=0.1&thid=137f6fd502504055&mt=application/vnd.ms-powerpoint&authuser=0&url=https://mail.google.com/mail/u/0/?ui%3D2%26ik%3Dd80861bad9%26view%3Datt%26th%3D137f6fd502504055%26attid%3D0.1%26disp%3Dsafe%26zw&sig=AHIEtbTXkNsr7Q2zqEzokZlXnWumPd_wYQ

DO CURUZÚ AO TROCADÉRO

Do Curuzu ao Trocadéro

Vim pela primeira vez á Salvador em março de 1971, na sombra do escritor Orígenes Lessa e sua Maria-Eduarda, filha do algarvio conde Marim. Eles para o casamento do filho de Jorge Amado, eu, mais modestamente, só para descobrir o Brasil (!). Me hospedei no agradável hotel Vila Romana  dominando a adormecida Barra e comprei duas camisas muito coloridas na loja de Di Carlo, frente ao Hotel da Bahia. Uma noite, seduzido por algum cartaz, fui assistir um show folclórico no recém inaugurado Teatro Castro Alves. O público não chegava a encher a platéia e pude escolher uma poltrona bem situada. Enquanto as luzes não apagavam observava movimentos e comportamentos. Até chegar o jovem Di Carlo, acompanhado por uma deslumbrante e elegante negra, talvez vestida com algum exagero, mas espetacular. Lembro bem do vestido longo, preto e dourado, com frangas, por que era de um tecido muito na moda em Marrocos. Desceu, soberba, a escadaria, tal uma imperatriz.
 
Voltei para Europa, Luana fez seu caminho pelas passarelas da alta-costura parisiense. Em 1975, peguei minha trouxa e me mudei para a Bahia. De vez em quando as crônicas sociais se encantavam com a moça nascida no Curuzu, agora vestindo Yves Saint-Laurent e Christian Dior. A negra teve o efeito de um rolo-compressor sobre os preconceitos locais até, cúmulo, casar com o conde Gilles de Noailles, de autêntica e antiga aristocracia francesa.
Hélas!... Ao contrário dos contos de fadas, o príncipe encantado não demoraria em falecer, deixando á viúva pouco mais que um belo título e alguns móveis Luis XV.
Por coincidência, no ano seguinte, participei de um destes jantares sofisticados com direito a vista sobre o rio Sena e Torre Eiffel. A minha esquerda, uma representante da ilustre família. Com costumeira falta de jogo de cintura, acabei perguntando sobre a Luana. Minha nobre vizinha - colar de pérolas finas e lindo sorriso - foi direta: “O Gilles não poderia ter escolhido alguém com mais dignidade. Nos gostamos muito dela. Continua fazendo parte da família”.
Aristocratas podem nascer até na Liberdade.

O ABSURDO DA COPA DO MUNDO

Admito concordar sem restriçaõ com estas colocações...

https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=gmail&attid=0.1&thid=137f6f2ca9014f2a&mt=application/vnd.ms-powerpoint&authuser=0&url=https://mail.google.com/mail/u/0/?ui%3D2%26ik%3Dd80861bad9%26view%3Datt%26th%3D137f6f2ca9014f2a%26attid%3D0.1%26disp%3Dsafe%26zw&sig=AHIEtbQqZejmRi549m7IOfTpfNdEOAILaA

sexta-feira, 15 de junho de 2012

SEJA UM ELEITOR CONSCIENTE

Agora político sujo tá ferrado!
http://www.excelencias.org.br/

Segue endereço de um portal criado para termos acesso a todos os dados dos parlamentares em exercício
(inclusive passagens pela justiça).
Basta clicar na cidade ou estado e fazer a busca.
Se buscarem sem digitar nada, aparece uma lista
com todos os políticos da zona escolhida.
 
Façam bom uso e COMPARTILHEM essa ferramenta,
que é muito importante.


quinta-feira, 14 de junho de 2012

VENDA DE SENTENÇAS

Heródoto Barbeiro entrevista a presidente da Associação dos Oficiais de Justiça. Ela denuncia VENDA DE SENTENÇAS cujos pagamentos são feitos comcarros importados. Confirma que alguns juízes ganham até R$ 500.000,00 e desembargadores cerca de R$ 1.500.000,00.A denúncia foi tão séria que a diretoria do Jornal mandou terminar a entrevista.Por isso querem a cabeça da Presidente do Conselho Nacional de Justiça, Eliana Calmon, que está investigando o Poder Judiciário, cujos membros seacham intocáveis e acima do bem e do mal.VEJA AQUI:http://www.youtube.com/watch?

FRASE DE 1920


 Frase da filósofa russo-americana Ayn Rand (judia, fugitiva da revolução russa, que chegou aos Estados Unidos na metade da década de 1920), mostrando uma visão com conhecimento de causa:

"Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada;
quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores;
quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você;
quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada".
Related Posts with Thumbnails