domingo, 30 de janeiro de 2011

sábado, 29 de janeiro de 2011

A foto do mês de Janeiro

Na verdade, esta foto é o retrato de 6 anos + 2 da administração municipal mais desastrada destes últimos 35 anos e hoje considerada a pior do Brasil.
                               Praça municipal de Salvador, um símbolo...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Quando na China, aproveite!

Esqueça Pequim - Beijim, Shangai ou Cantão e descubra o prazer de passear pelas ruas e vielas desta cidade inventada para você relaxar!



CHINA CITY IN THE MOUNTAINS.ppsCHINA CITY IN THE MOUNTAINS.pps
4284K   Visualizar   Baixar  

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

A orquestra de Conceição de Coité

Abra esta pequeno documento de youtube. Este é o projeto que eu gostaria que você me ajudasse a apoiar, com a Caravana Musical. Vamos concretizar a iniciativa depois do carnaval?
Por favor!

http://www.youtube.com/watch?v=K0hb4jKBAaI&feature=player_embedded

Um presente de Márcio Meirelles

Seria bomba-relógio?

Recebo encomenda pesada que nunca encomendei.
Remetente? Ninguém menos que Márcio Meireles, o próprio, porém não terei direito a autógrafo...
Vai ver que é uma bomba-relógio, penso eu, por ter repetidamente criticado o deslumbrado barbudo. Na minha última crônica publicada no jornal A Tarde, pedia prestação de contas destes quatro anos de reinado, suspeitando que o resultado não seria nenhuma Braskem. Sabendo dos chiliques de Marylin Monroe, pego, cheio de dedos, o embrulho e, antes de abrir, agarro o escutador pulmonar Diga 33 que tentará ouvir o tique-taque anunciador de algum Nagasaki´s gift. Silêncio absoluto. Bomba-relógio não deve ser. Talvez uma granada? Abro com cuidado, cortando os trinta metros de durex, até aparecer um monte de lembrancinhas variadas. Aqui está a lista exaustiva:
5 CDs de artistas por mim desconhecidos, mas com certeza talentosos
1 fascículo de literatura de cordel, única publicação da Fundação Pedro Calmon
10 outros de literatura infantil, admito meu nível de QI.
2 catálogos da mesma exposição da fotógrafa Valéria Simões (Mamba)
1 DVD da cantora Sylvia Patrícia
1 caixa com 6 horas de produção de curtas
1 catálogo de 2 salões regionais (?)
1 livro-objeto de Sonia Rangel, boa artista a moça.
1 livro sobre a Bahia de Jorge Amado (mais um, por um tal de Jacques Salah).
Tudo isso parecendo produção da capital.

Agora, do interior, o famoso xodó do barbudo:
1 catálogo de exposição do Hansen-Bahia em Cachoeira e
1 sobre a cerâmica de Rio Real.
Só e mais nada. Que bela política de descentralização!
Como interpretar este envio? Provar que a Secult fez um Himalaia de apoios à produção cultural baiana? Ou, mais provável, esvaziar prateleiras e gavetas para a nova gestão? Mais uma forma de desrespeito para quem lutou pela cultura baiana durante 35 anos...
Na verdade as despesas decorrentes deste elefante são mais uma prova da inconseqüência de uma administração cultural desastrada, egocêntrica e demagoga que, sob pretexto de reverter ideologias, não conseguiu nada mais que provar sua mediocridade.

CAIRU: o convento tá pegando fogo!

VERGONHOSO!

JA VOU AVISANDO: É UMA SÉRIE DE DENÚNCIAS, PROTESTOS E ACUSAÇÕES CUJA RESPONSABILIDADE INICIAL E FINAL RECAI SOBRE AS AUTORIDADES. IPHAN, IPAC, MINISTÉRIO DA CULTURA... SEJA LÁ QUEM FOR.
 A PARTIR DE AGORA VOCÊS ASSISTARÃO A UMA PARTIDA DE TENIS... OU UM EMPURRA-BARRIGA, COMO QUISEREM.

Boas tardes,
Diante de tudo o que andam dizendo sobre mim, peço que leiam, sem pressa, minha resposta, abaixo.
Grato pela atenção.
Emídio Neto

QUANDO SE É DESONESTO, ACUSAR PASSA A SER ARMA DE DEFESA.
DEIXEMOS QUE A JUSTIÇA JULQUE E CONDENE.


Para iniciar essa conversa, da qual só terá sentido real, após as prestações de contas que vem sendo por mim solicitadas desde janeiro de 2008, serem oficialmente entregues ao Conselho Fiscal e auditadas por auditores independentes. Coloco minha conta a disposição para quem quiser averiguar, sobre os meus recebimentos, em virtude dos meus trabalhos, junto a qualquer instituição.

É lamentável a mediocridade e pequenez com que algumas pessoas tem tratado esses problemas do PAPAMEL, saindo do campo das idéias, para ataques pessoais.

Tenho profissão sim, sou técnico agrícola, atuo em áreas afins como é do conhecimento geral. Além disso, já tive meu próprio comércio e já prestei serviços junto a prefeituras e empresas, na área de meio ambiente.

Devido a minha dedicação prioritária ao PAPAMEL, elaborando projetos para a captação de recursos que garantissem a execução de projetos e a remuneração minha e de outras pessoas, algumas que apenas permaneceram no PAPAMEL porque finalmente o dinheiro chegou. Tive que parar meus projetos pessoais.

Sempre fui voluntário do PAPAMEL, continuei sendo, mesmo depois de receber remuneração por alguns projetos. Pois, enquanto alguns só apareciam no PAPAMEL para dar broncas e gritos e embolsar 1500 reais no fim do mês ou 2500. Eu continuava trabalhando na elaboração de relatórios, elaborando projetos, dando palestras etc sem hora extra e ainda ajudando a corrigir os trabalhos feitos por outros, que agiam com truculência e grosseria com muitos dos parceiros.

Agora fica fácil acusar a mim do que quiserem.

Quanta mediocridade.

O RESPONSÁVEL POR TUDO

Agradeço isso tudo ao Renato Souza/Renato do Coffe/Genro de Zito, que conseguiu destruir amizades, incutindo em algumas cabeças a idéia de lucrar e lucrar e lucrar.

Se não conseguem ter respeito por quem dedicou uma vida a causa ambientalista, terão respeito a quem?!

O José Renato Santana Souza (RENATO DO COFFE) só está no PAPAMEL porque ainda tem dinheiro do Projeto Cairú e que ele exige ganhar, seja lá por onde for, do contrário, ele já teria caído fora.

Revelem quanto vocês estão recebendo para trabalharem pelo PAPAMEL. Ana Pinote, Afonso Mendes, Georgina Mendes, Fredi Siqueira, Sandro Sá e esse que me disse que me quer bem e que não que nenhum mal para mim, o MEU AMIGO Renato Souza (RENATO DO COFFE), que fica articulando tudo.

Ainda entrarão na conta do PAPAMEL 2.800.000,00 (Dois Milhões e Oitocentos Mil Reais). Esse é o motivo de se contratar uma equipe de advogados para lhes auxiliar na permanência ilegal na coordenação do PAPAMEL, mas principalmente, CONTROLANDO O DINHEIRO DA ENTIDADE SEM REALIZAR AS OBRIGATÓRIAS PRESTAÇÕES DE CONTAS.

Quanto esses advogados estão recebendo?! Ou serão mais contratações sem contratos, como tantas realizadas por Renato Souza!!! A exemplo do seu imóvel em 2008, cujo contrato de aluguel ninguém tinha conhecimento do valor. Porque CONFIÁVAMOS NELE CEGAMENTE.

QUANDO TUDO COMEÇOU

Quando começamos a solicitar as prestações de contas do Projeto Cairú e as prestações de contas mês a mês, em 2008, tudo mudou. Passei a ser tratado como inimigo por pessoas que sempre confiei, que tinha como irmãos, como pais e filhos.

Em dezembro de 2008, foi nomeada uma nova Coordenação Geral e um novo Conselho Fiscal. Para a Coordenação, José Mendes da Silva, Laiz Fernandes Barreto e Virgínia Suely (esposa de Renato Souza/Renato do Coffe). Para o Conselho Fiscal, Ana Paula (Esposa do Ednaldo Ferreira), Maria Ivonete/Ivone do PT/da farmácia Bahia) e Ednaldo Novais.

Como a Prestação de Contas de 2008 não fora realizada, ficou aprovado que seria realizada em 30 de janeiro de 2009. O que novamente não aconteceu.

Entre fevereiro e março de 2009, o PAPAMEL passou a ser criticado na imprensa por supostos desvios do dinheiro do Projeto Cairú. Nesse momento, muita gente sumiu e passou a dizer que não tinha mais nada a ver com o PAPAMEL. Que estava em outra.

Da Coordenação, se afastaram José Mendes da Silva (que comunicou em reunião incompatibilidade com o volume de trabalho) e, Virgínia Suely (esposa de Renato Souza/Renato do Coffe, que nunca apresentou uma justificativa). Do Conselho Fiscal, saíram sem dar qualquer satisfação, Ana Paula (Esposa do Ednaldo Ferreira) e Maria Ivonete/Ivone do PT/da farmácia Bahia).

Fomos eu e Deraldo para as rádios explicar o que estava acontecendo e cobrar da Petrobras uma explicação pública sobre os fatos.

Em 13 de junho, realizou-se uma reunião onde se discutiu a necessidade de novas nomeações para suprir as vagas da coordenação e do conselho fiscal, pois a entidade não podia funcionar assim.

Em 2 de julho realizou-se uma Reunião Extraordinária para discutir os nomes que poderiam ser indicados e nomeados para assumir as vagas.

Em 5 de julho realizou-se a Assembléia Geral Extraordinária, na qual fomos nomeados para a Coordenação, eu e Deraldo de Cerqueira e, para ocupar as vagas do Conselho Fiscal, foram nomeados Agnaildo Novais e Deraldo Gonçalves Jr como titulares e ainda, cumprindo com o Regimento do PAPAMEL, foram nomeados três membros suplentes para o Conselho Fiscal. 
A realização dessa Assembléia Geral Extraordinária, cumpriu rigorosamente o Estatuto do PAPAMEL, como se fez em todos os anos anteriores.

Vale dizer que de janeiro a julho foram realizadas várias tentativas de se reunir com os ex-coordenadores (Ana Pinote, Renildo da Embasa e Renato do Coffe e o responsável pela movimentação financeira Ednaldo Ferreira, o Nadinho, para se resolver a falta da prestação de contas de 2008. O que não aconteceu. Convites chegaram a ser protocolados e ainda assim, não compareciam.

A partir de julho, também começamos a cobrar as prestações de contas com os devidos detalhamentos, mês a mês, de 2009. A mãe de Afonso, Georgina Mendes, que era contratada pelo PAPAMEL e que recebia seus pagamentos através da ESTECIP, começou a se irritar com isso. Passou a inventar estórias com meu nome junto a algumas pessoas que eu e Deraldo fizemos questão que retornassem para o PAPÁMEL, por entendermos que poderiam ajudar com uma nova proposta administrativa, a exemplo do Agnaildo e Charme.

Como a mãe de Afonso se via cada vez mais pressionada por mim e por Deraldo para realizar o detalhamento das prestações de contas, inclusive de quanto realmente estávamos pagando para a ESTECIP, pela ESTECIP e de impostos. Ela teve a idéia diabólica de ligar para o Ednaldo Ferreira(Nadinho) e dizer que eles não tinham feito nada errado. Que o grande culpado pela não prestação de contas era Emídio. Conseguindo assim, atrair o apoio de mais pessoas para a sua vingança.

Em dezembro de 2009 renovamos o contrato com a Petrobras e conseguimos o compromisso da empresa de dar uma entrevista coletiva em Ipiaú para esclarecer o que havia acontecido.

Também tivemos uma reunião com representantes da Mirabela que sinalizaram o interesse em estabelecer novo contrato com o PAPAMEL a partir de janeiro de 2010.

Durante a Assembléia Geral Ordinária do PAPAMEL, de 30 de dezembro de 2009, Renildo da Embasa, Renato do Coffe, Ana Pinote, Charme, Agnaildo, Ivone da Farmácia Bahia e o Fredi, apoiados por algumas pessoas,como Orlando do PT, afirmaram que a Assembléia que nomeou a mim e Deraldo para a Coordenação era ilegal porque não tinha edital. Porque não foi divulgada nos meios de comunicação e outras invencionices.

Em meio a ameaças, inclusive de matar, pois a Ivone da Farmácia Bahia ameaçou a Secretária Executiva (está gravado em vídeo) e, o Renildo da Embasa ameaçou me dar porrada. Aprovaram no grito a realização de uma nova assembléia para discutir a legalidade da AGE que nomeou a mim e a Deraldo para Coordenadores. Ficou também deliberado que seria realizada uma reunião de planejamento das atividades para 2010 no dia 4 de janeiro (que não aconteceu porque ninguém compareceu), também que seria realizada a prestação de contas de 2009 no dia 17 de janeiro, pois não fora realizada. O que também não aconteceu até o momento.

Conforme deliberado em reunião do dia 20 de janeiro, com a participação da Coordenação Geral do PAPAMEL, Conselho Fiscal do PAPAMEL, membros fundadores, associados Ativos e associados quites com suas obrigações, com base em Parecer Jurídico sobre a legalidade da Assembléia e declaração assinada pela maioria absoluta dos associados quites com as suas obrigações e membros fundadores do PAPAMEL, de que reconhecem como legítima e legal a assembléia que nomeou a mim e a Deraldo, foi deliberado que não deveria ser realizada uma nova assembléia, pois o motivo da sua convocação era ilegítimo e que a sede do PAPAMEL não deveria ser aberta e que nenhum associado deveria comparecer a tal assembléia.

SOBRE A “ASSEMBLÉIA” DE JANEIRO DE 2010.

No dia 24 de janeiro se instalou irregularmente uma assembléia, desrespeitando flagrantemente o Estatuto do PAPAMEL.

UMA DAS PERGUNTAS QUE NÃO FOI RESPONDIDA NO PROCESSO QUE TRAMITA NA JUSTIÇA É:

Se não teve edital para nomear a Coordenação Geral em julho de 2009, motivando a realização de uma nova eleição. Porque também essa regra não valeu para o Conselho Fiscal?!

Porque em nenhum momento a nomeação do Conselho Fiscal foi questionada?

Assim como a instalação da Assembléia do dia 24 se deu de forma ilegal, também a nomeação de Charme e Fredi, viola o Estatuto e o Regimento Interno do PAPAMEL, pois eles perderam a condição de associados ativos e de votar e ser votado por ausência em mais de duas assembléias.

Também muitas das pessoas presentes a essa assembléia, não tinham direito de voto. Tem pessoas que apareceram como pagando a sua contribuição anual um dia antes da Assembléia, como Orlando do PT. Para votar tem que ter participação em no mínimo 21 reuniões ordinárias ao longo do ano.

A partir daí, passamos a ser ameaçados covardemente, além de caluniados, difamados e injuriados pelo Afonso Mendes, filho de Georgina (que trabalha no Sindicato Rural).

SOBRE REELEIÇÃO

Nunca participei de reeleição para Coordenação do PAPAMEL. Não brigo por poder. Apenas exijo respeito ao Estatuto do PAPAMEL e a todas as pessoas que ajudaram a criar e manter o PAPAMEL durante todos os anos em que não existiam milhões da Petrobras na conta e nem contratos com a Mirabela.

Com todo respeito aos profissionais do direito, contratados pela parte que só ameaça e acusa, mas o Estatuto do PAPAMEL é claro quanto as NOMEAÇÕES E VACANCIAS, assim como o Regimento Interno da entidade. Portanto, suas opiniões, comprovadamente foram refutadas pelo nosso advogado voluntário, que mostrou a luz do Código Civil, que sofreu alterações em 2005, que tudo quanto realizado pelo Conselho Fiscal, Associados e Membros Fundadores, ESTÁ DENTRO DA LEGALIDADE.

É ainda contra-senso dos senhores, falar tanto em legalidade e defender com tanta veemência uma assembléia que está comprovada e reconhecida a sua ilegitimidade e ilegalidade por mais de cinqüenta associados e membros fundadores do PAPAMEL, com base no Estatuto e Regimento interno da entidade.

Relevante destacar que essa assembléia que se encontra sub-judici, se instalou a revelia do Estatuto do PAPAMEL, que exige a obrigatória presença da maioria dos membros do Conselho Fiscal. De três titulares, apenas 1 se fez presente. De 3 suplentes, nenhum se fez presente. E isso, porque todos eles reconhecem a legitimidade e legalidade da Assembléia que nomeou Deraldo e a mim, como membros da Coordenação Geral.

Assumam perante a sociedade que vocês usaram de violência, ameaças, mentiras e toda sorte de artimanhas para tentarem destituir a mim e a Deraldo da Coordenação Geral. Como não conseguiram, passaram a usar de práticas comuns a pessoas de má índole.

TENTATIVA DE DESMORALIZAR O CONSELHO DE FUNDADORES

As pessoas do Conselho de Membros Fundadores, não são meus parentes, ao contrário, são pessoas que se preocupam com o PAPAMEL, que participaram da sua origem, dos seus primeiros anos de luta e que tiveram que ir embora ou deixar de atuar diretamente por motivos que lhes diz respeito. Mas que nunca abandonaram o PAPAMEL e nem apareceram apenas depois do contrato com a Mirabela. É leviano e mesquinho, medíocre afirmar isso. Tenha respeito Renato Souza, com os membros fundadores. Graças a eles, hoje você ganha dinheiro as custas do PAPAMEL, enquanto que essas pessoas sim, nunca receberam um centavo do PAPAMEL.

Ainda sobre o COMFUP. Afirmar que ele não tem poder para intervir na direção da entidade é no mínimo DESCONHECIMENTO sobre o PRINCÍPIO DA AUTONOMIA na organização das associações de fins não econômicos.

SOBRE PERDER ELEIÇÃO

Parem de MENTIR com essa história de que houve uma eleição e nós nos recusamos a participar. VOCES ARMARAM UM GOLPE. CONVOCARAM UMA ASSEMBLÉIA NO GRITO E NA FORÇA PARA TRATAR DE UM TEMA E DEPOIS PASSARAM A DIVULGAR OUTRA COISA.

NUNCA houve destituição de ninguém por FALTA DE EDITAL. PROVA disso é que o CONSELHO FISCAL, ELEITO NA MESMA ASSEMBLÉIA de 5 de julho de 2009, NUNCA FOI QUESTIONADO por Renato Souza/Renato do Coffe e seus comandados.

VOCES COMEÇARAM ALEGANDO QUE A ASSEMBLÉIA QUE NOS NOMEOU NÃO TINHA EDITAL... AGORA JÁ MUDARAM O DISCURSO. VOCES MUDAM O DISCURSO O TEMPO TODO... ESCREVEM UMA COISA NOS AUTOS E FALAM OUTRA. 

E porque será que fazem tanta questão de ignorar o Regimento Interno do PAPAMEL!!!

SOBRE RELAÇÃO DE CHEQUES

A população de Ipiaú e os demais parceiros conhecem a minha história e o meu modo de vida, sem ostentações nem ambições. Como disse no início, desafio a todos vocês a abrirem suas contas, de 2006 até o momento e veremos como era antes e como passou a ser a partir dos primeiros pagamentos da Petrobras e de abril de 2008, quando se iniciaram os pagamentos pela Mirabela.

É curioso, estranho e merecedor de muito questionamento o fato dessas pessoas terem passado tanto tempo sem realizar a prestação de contas e agora, por medo de perderem o controle do projeto cairú (2.800.000,00), passarem a divulgar recibos, notas, contra-cheques, etc para tentar me incriminar.

Porque nunca apresentaram a prestação de contas para o conselho fiscal e a submeteram a aprovação da assembléia geral do PAPAMEL como manda o estatuto da entidade?

Quem é que está sendo ilegal?!!! Quem é que está escondendo a verdade!!!!

Falem dos saques sem autorização realizados na conta do Banco do Brasil (Projeto Cairú);

Das compras pessoais com autorizações de compra do PAPAMEL;

Dos pagamentos superfaturados de ligações telefônicas;

Dos pagamentos superfaturados de gasolina;

Da não prestação de contas do Projeto Adote Um Rio (patrocínio de 18 mil da Coelba;

Da não prestação de contas do Projeto Cairú;

Da não prestação de contas de 2008, 2009 e 2010...

Porque que é tão escondida essa prestação de contas?!!!

Falar dessas coisas aqui, apenas serve para o deleite dos que querem ver o PAPAMEL como se fosse um mar de podridão. É lamentável que tenhamos chegado a isso.

Em verdade, levemos tudo isso de fato a justiça, para que possa apurar e identificar os verdadeiros responsáveis pelas não prestações de contas.

PEDIDO DE INVESTIGAÇÃO OFICIAL

Nós enviamos ofícios a Promotoria de Justiça da União, a Petrobras e ao IPHAN, solicitando que apurem a movimentação da Conta do Projeto Cairú no Banco do Brasil. Também enviamos para a CGU, pedindo que apurem as prestações de contas do Contrato Petrobras/PAPAMEL.

Vamos ver quem está cometendo irregularidades...


SOBRE USO DE EMPRESAS PARA REALIZAR PAGAMENTOS

Senhor Sandro Augusto de Sá e Senhora Georgina Mendes, falem a verdade. Das tantas vezes que cobrei de vocês a prestação de contas com detalhamento e que vocês nunca fizeram. Assuma Sandro que você orientou que o pagamento deveria ser através de algumas empresas, chegando a propor que o PAPAMEL regularizasse a situação da sua empresa para emitir notas fiscais.

Mostre as notas fiscais dos pagamentos para a sua namorada, que peço desculpas por ter que citá-la, pois não tem culpa do mau caráter que está sendo você.

Mostre as notas fiscais dos pagamentos a Renato Souza/Renato do Coffe/ genro de Zito).

Mostre as notas fiscais dos pagamentos a Ana Bispo/Ana Pinote.

Mostre as despesas que você realizou sem a autorização da Coordenação Geral do PAPAMEL e que resultou em prejuízos para entidade, porque você não teve a capacidade de conduzir “o seu projeto”.

Mostre as notas fiscais dos pagamentos realizados a Georgina Mendes, a mãe do Afonso Mendes.

Revele os pagamentos que foram feitos para você através de subterfúgios como gasolina, telefone e sabe-se lá mais o que.

COMPRAS PESSOAIS USANDO AUTORIZAÇÕES DE COMPRA DO PAPAMEL

Georgina já pagou as compras que ela fez usando as autorizações de compras do PAPMEL, na foto clik (assinada por Afonso), na Papelaria Brasil, na Info stock e na Tecnomaq? E das compras anteriores que nós não chegamos a ter conhecimento?????

Nós temos responsabilidade com o PAPAMEL e por termos responsabilidade com a entidade que criamos e nos dedicamos durante tantos anos, é que solicitamos a intervenção da CGU.

Que pare o Projeto Cairú, que pare o PAPAMEL por quantos anos se fizer necessário. Nós queremos a verdade. E ela não sairá desse emaranhado de notas e relatórios manipulados por vocês.

Tenham a coragem de submeter as contas a uma auditoria independente.



SOBRE ESCONDER RECEBIMENTOS E SONEGAR IMPOSTOS

Credite quantas falas desejar a mim. Mas todos que atuaram no PAPAMEL, são testemunhas de quem defendia a condução das coisas dentro da legalidade.

No momento que fui remunerado pelo PAPAMEL, nunca escondi isso.  Não tenho porque esconder isso. Não fui agraciado com premiações até hoje sem explicação. Tudo o que tenho é fruto do meu trabalho.

Se vocês são pela legalidade, então apresentem por onde que vocês estão sendo remunerados, para prestarem serviço em Cairú em nome do PAPAMEL. Diga Renato Souza, diga Renato do Coffe, diga Renato genro de Zito... diga quanto voce está recebendo... você que sempre está no sufoco, pedindo para Manuel Teles (da empresa PATRIMONI), lhe mandar dinheiro. Ele disse que não agüenta mais. Esses repasses são porque? Porque ajudou a fazer o projeto andar... conseguiu convencer as pessoas que assinam cheques a autorizarem os pagamentos!!!! Ou tudo isso era só simulação para lhe supervalorizar!!!!

Revelem isso... mostrem a verdadeira face. Com certeza os cifrões estarão tatuados e piscando.

Vocês não sabem o que é ser voluntário. Não conseguem. Não se permitem fazer algo sem ver a oportunidade de levar alguma vantagem.

SOBRE 2004 A 2007
Eu não era membro da coordenação geral, nem da comissão de finanças, por tanto, não assinava cheques.

Eu, na condição de Secretário Executivo, assinava os contratos de patrocínio da Petrobras juntamente com o Renato do Coffe. Mas quem respondia, como ainda responde pelo projeto e sua movimentação financeira, é ele e os demais coordenadores.
NUNCA TIVEMOS UMA PRESTAÇÃO DE CONTAS DESSA CONTA NO PAPAMEL.

SAQUES SEM AUTORIZAÇÃO

Sabemos apenas, que no início de 2009, foram realizados dois saques sem a devida autorização e até o momento sem que se tenha apresentado quaisquer documentos. Sandro disse que iria apurar tudo e depois se calou.... por que será....!!!!!

SOBRE RETENÇÃO DE BENS DO PAPAMEL

Não senhores, eu não retenho a moto, ela continua a serviço do PAPAMEL. Ainda sou membro da Coordenação Geral do PAPAMEL. Esqueceram!!! existe uma Ação Declaratória de Nulidade da Assembléia realizada ilegalmente por vocês. Nós não forjamos atas, não forjamos assembléias, não usurpamos nem demos golpe... estamos legitimados pela imensa maioria de associados legais, ativos e membros fundadores.

Se a justiça decidir que a assembléia de vocês foi legal, coisa que vocês não conseguiram provar, então.... mas por ora, vocês apenas detém uma ata forjada e a movimentação das contas do PAPAMEL.

Quando o dinheiro acabar, ai sim, veremos o compromisso de vocês com o PAPAMEL.

Além disso, a guarda dos bens do PAPAMEL, são de responsabilidade da Comissão de Patrimonio, a qual vocês não respeitam. Como não respeitam o Estatuto e o Regimento Interno do PAPAMEL.

SOBRE ACESSO AS CONTAS DO PAPAMEL

Quem solicitou o bloqueio das contas foi o Conselho Fiscal e o banco não deu nenhum parecer, cadê o parecer???!!! Publiquem!!!

O fato é que como vocês estão movimentando as contas sem realizar as obrigatórias prestações de contas, o Conselho Fiscal e todos os associados que querem lisura e transparência no uso dos recursos da entidade, decidiram por solicitar o bloqueio das contas.

SOBRE SE AUTOINTITULAR PAPAMEL

O antigo estatuto do PAPAMEL, dizia:
Art. 23 – Compete ainda a Coordenação Geral ; .... b)  representar ativa e passivamente, judicial e extrajudicialmente, a entidade;

Na condição de membros da Coordenação Geral, respaldados pela maioria dos associados, ingressamos com uma Ação Declaratória de Nulidade dessa suposta age do dia 24, realizada ilegalmente, visando garantir o respeito e o cumprimento do Estatuto e do Regimento Interno do PAPAMEL

SOBRE NÃO ACEITAR RESULTADO DE ASSEMBLÉIA

Como relatado anteriormente, quem não aceitou perder a Coordenação do PAPAMEL e perder o controle do Projeto Cairú, foi o Renato Santana Souza/Renato do Coffe/genro de Zito. Tanto que levou o PAPAMEL a passar por essa situação constrangedora, lamentável e de desagravo a sua dignidade, a sua moral, aos seus princípios e a sua ética.

SOBRE FAZER PARTE DE COMISÃO DE FINANÇAS

Nunca fiz parte da Comissão de Finanças nem assinei cheques pelo PAPAMEL. Mas, na condição de membro da Coordenação Geral, período de julho de 2009 a dezembro de 2009, que, segundo o Estatuto do PAPAMEL: Art. 24 – São obrigações da Coordenação, especialmente, a de preservar todo poder e autoridade exercidos sobre a associação, a serviço da mesma e dos associados, proibidos expressamente o uso do nome da associação ou aplicação de qualquer de seus recursos, para fins estranhos aos objetivos sociais.
PARÁGRAFO ÚNICO – Cabe especialmente a Coordenação Geral, realizar a Prestação de Contas, de acordo com as seguintes  normas e determinações mínimas a serem observadas...
Vocês ainda mentem sobre organização do PAPAMEL.
Cobrei diversas vezes da Comissão de Finanças que nos apresentasse a Prestação de Contas para que pudéssemos analisar e apresentar para o Conselho Fiscal e isso, nunca foi feito. Porque sempre se tinha uma desculpa.

A mãe de Afonso Mendes, era remunerada apenas para cuidar da movimentação financeira do PAPAMEL, mas nunca realizou uma prestação de contas com o detalhamento que exigíamos.

Tudo o que eu escrever aqui, ainda será muito pouco. Vamos ver o que a justiça dirá quando se apropriar das prestações de contas, negadas até hoje.

SOBRE O QUE SE DEIXOU NA CONTA DO PAPAMEL

A conta polpuda que realmente está sendo deixada para o PAPAMEL é: inimizades, contas sem prestação, notas fiscais sem o bem, bens sem notas, ruptura, sucatas de computadores trocados por novos comprados pelo PAPAMEL, divisão, prejuízos a imagem da entidade, prejuízos a luta ambiental em Ipiaú e região....

Sobre os projetos, infelizmente vocês não elaboraram nenhum, apenas estão se apropriando dos todos que eu e Deraldo elaboramos. Pena que não conseguem trabalhar sem dinheiro em conta.

Mostrem os projetos que vocês elaboraram e que já recebeu algum recurso.

ENTREGUEM A PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA O CONSELHO FISCAL, PARA SER AUDITADA E TODA VERDADE SERÁ REVELADA.

ACUSAÇÕES EXIGEM PROVAS.

Todos os documentos citados nesse texto encontram-se em poder da Promotoria de Justiça, do Conselho de Membros Fundadores do PAPAMEL e das respectivas instituições para as quais foram enviados.

Pelo novo Estatuto do PAPAMEL, constitui infração ao artigo 11, publicar ou fazer publicar documentos da entidade sem autorização. Nesse momento, apenas o Conselho de Membros Fundadores pode dar essa autorização.


Emídio Souza Barreto Neto
Membro Fundador do PAPAMEL

O erro não se torna verdade por se difundir e multiplicar facilmente. Do mesmo modo a verdade não se torna erro pelo fato de ninguém a ver.
Gandhi


Saudações eco-humanistas.

Emídio Souza Barreto Neto
Grupo Ecológico Humanista PAPAMEL
Agencia de Viagens e Ecoturismo Trilhas e Rios Ltda.
Av. Getúlio Vargas, 894 - Centro - Ipiaú - Ba.  Fone: 73-3531-4820

"mais valioso é o sorriso..." *Amendoeira
QUANDO SE É DESONESTO, ACUSAR PASSA A SER ARMA DE DEFESA.
DEIXEMOS QUE A JUSTIÇA JULQUE E CONDENE.

Para iniciar essa conversa, da qual só terá sentido real, após as prestações de contas que vem sendo por mim solicitadas desde janeiro de 2008, serem oficialmente entregues ao Conselho Fiscal e auditadas por auditores independentes. Coloco minha conta a disposição para quem quiser averiguar, sobre os meus recebimentos, em virtude dos meus trabalhos, junto a qualquer instituição.

É lamentável a mediocridade e pequenez com que algumas pessoas tem tratado esses problemas do PAPAMEL, saindo do campo das idéias, para ataques pessoais.

Tenho profissão sim, sou técnico agrícola, atuo em áreas afins como é do conhecimento geral. Além disso, já tive meu próprio comércio e já prestei serviços junto a prefeituras e empresas, na área de meio ambiente.

Devido a minha dedicação prioritária ao PAPAMEL, elaborando projetos para a captação de recursos que garantissem a execução de projetos e a remuneração minha e de outras pessoas, algumas que apenas permaneceram no PAPAMEL porque finalmente o dinheiro chegou. Tive que parar meus projetos pessoais.

Sempre fui voluntário do PAPAMEL, continuei sendo, mesmo depois de receber remuneração por alguns projetos. Pois, enquanto alguns só apareciam no PAPAMEL para dar broncas e gritos e embolsar 1500 reais no fim do mês ou 2500. Eu continuava trabalhando na elaboração de relatórios, elaborando projetos, dando palestras etc sem hora extra e ainda ajudando a corrigir os trabalhos feitos por outros, que agiam com truculência e grosseria com muitos dos parceiros.

Agora fica fácil acusar a mim do que quiserem.

Quanta mediocridade.

O RESPONSÁVEL POR TUDO

Agradeço isso tudo ao Renato Souza/Renato do Coffe/Genro de Zito, que conseguiu destruir amizades, incutindo em algumas cabeças a idéia de lucrar e lucrar e lucrar.

Se não conseguem ter respeito por quem dedicou uma vida a causa ambientalista, terão respeito a quem?!

O José Renato Santana Souza (RENATO DO COFFE) só está no PAPAMEL porque ainda tem dinheiro do Projeto Cairú e que ele exige ganhar, seja lá por onde for, do contrário, ele já teria caído fora.

Revelem quanto vocês estão recebendo para trabalharem pelo PAPAMEL. Ana Pinote, Afonso Mendes, Georgina Mendes, Fredi Siqueira, Sandro Sá e esse que me disse que me quer bem e que não que nenhum mal para mim, o MEU AMIGO Renato Souza (RENATO DO COFFE), que fica articulando tudo.

Ainda entrarão na conta do PAPAMEL 2.800.000,00 (Dois Milhões e Oitocentos Mil Reais). Esse é o motivo de se contratar uma equipe de advogados para lhes auxiliar na permanência ilegal na coordenação do PAPAMEL, mas principalmente, CONTROLANDO O DINHEIRO DA ENTIDADE SEM REALIZAR AS OBRIGATÓRIAS PRESTAÇÕES DE CONTAS.

Quanto esses advogados estão recebendo?! Ou serão mais contratações sem contratos, como tantas realizadas por Renato Souza!!! A exemplo do seu imóvel em 2008, cujo contrato de aluguel ninguém tinha conhecimento do valor. Porque CONFIÁVAMOS NELE CEGAMENTE.

QUANDO TUDO COMEÇOU

Quando começamos a solicitar as prestações de contas do Projeto Cairú e as prestações de contas mês a mês, em 2008, tudo mudou. Passei a ser tratado como inimigo por pessoas que sempre confiei, que tinha como irmãos, como pais e filhos.

Em dezembro de 2008, foi nomeada uma nova Coordenação Geral e um novo Conselho Fiscal. Para a Coordenação, José Mendes da Silva, Laiz Fernandes Barreto e Virgínia Suely (esposa de Renato Souza/Renato do Coffe). Para o Conselho Fiscal, Ana Paula (Esposa do Ednaldo Ferreira), Maria Ivonete/Ivone do PT/da farmácia Bahia) e Ednaldo Novais.

Como a Prestação de Contas de 2008 não fora realizada, ficou aprovado que seria realizada em 30 de janeiro de 2009. O que novamente não aconteceu.

Entre fevereiro e março de 2009, o PAPAMEL passou a ser criticado na imprensa por supostos desvios do dinheiro do Projeto Cairú. Nesse momento, muita gente sumiu e passou a dizer que não tinha mais nada a ver com o PAPAMEL. Que estava em outra.

Da Coordenação, se afastaram José Mendes da Silva (que comunicou em reunião incompatibilidade com o volume de trabalho) e, Virgínia Suely (esposa de Renato Souza/Renato do Coffe, que nunca apresentou uma justificativa). Do Conselho Fiscal, saíram sem dar qualquer satisfação, Ana Paula (Esposa do Ednaldo Ferreira) e Maria Ivonete/Ivone do PT/da farmácia Bahia).

Fomos eu e Deraldo para as rádios explicar o que estava acontecendo e cobrar da Petrobras uma explicação pública sobre os fatos.

Em 13 de junho, realizou-se uma reunião onde se discutiu a necessidade de novas nomeações para suprir as vagas da coordenação e do conselho fiscal, pois a entidade não podia funcionar assim.

Em 2 de julho realizou-se uma Reunião Extraordinária para discutir os nomes que poderiam ser indicados e nomeados para assumir as vagas.

Em 5 de julho realizou-se a Assembléia Geral Extraordinária, na qual fomos nomeados para a Coordenação, eu e Deraldo de Cerqueira e, para ocupar as vagas do Conselho Fiscal, foram nomeados Agnaildo Novais e Deraldo Gonçalves Jr como titulares e ainda, cumprindo com o Regimento do PAPAMEL, foram nomeados três membros suplentes para o Conselho Fiscal.

A realização dessa Assembléia Geral Extraordinária, cumpriu rigorosamente o Estatuto do PAPAMEL, como se fez em todos os anos anteriores.

Vale dizer que de janeiro a julho foram realizadas várias tentativas de se reunir com os ex-coordenadores (Ana Pinote, Renildo da Embasa e Renato do Coffe e o responsável pela movimentação financeira Ednaldo Ferreira, o Nadinho, para se resolver a falta da prestação de contas de 2008. O que não aconteceu. Convites chegaram a ser protocolados e ainda assim, não compareciam.

A partir de julho, também começamos a cobrar as prestações de contas com os devidos detalhamentos, mês a mês, de 2009. A mãe de Afonso, Georgina Mendes, que era contratada pelo PAPAMEL e que recebia seus pagamentos através da ESTECIP, começou a se irritar com isso. Passou a inventar estórias com meu nome junto a algumas pessoas que eu e Deraldo fizemos questão que retornassem para o PAPÁMEL, por entendermos que poderiam ajudar com uma nova proposta administrativa, a exemplo do Agnaildo e Charme.

Como a mãe de Afonso se via cada vez mais pressionada por mim e por Deraldo para realizar o detalhamento das prestações de contas, inclusive de quanto realmente estávamos pagando para a ESTECIP, pela ESTECIP e de impostos. Ela teve a idéia diabólica de ligar para o Ednaldo Ferreira(Nadinho) e dizer que eles não tinham feito nada errado. Que o grande culpado pela não prestação de contas era Emídio. Conseguindo assim, atrair o apoio de mais pessoas para a sua vingança.

Em dezembro de 2009 renovamos o contrato com a Petrobras e conseguimos o compromisso da empresa de dar uma entrevista coletiva em Ipiaú para esclarecer o que havia acontecido.

Também tivemos uma reunião com representantes da Mirabela que sinalizaram o interesse em estabelecer novo contrato com o PAPAMEL a partir de janeiro de 2010.

Durante a Assembléia Geral Ordinária do PAPAMEL, de 30 de dezembro de 2009, Renildo da Embasa, Renato do Coffe, Ana Pinote, Charme, Agnaildo, Ivone da Farmácia Bahia e o Fredi, apoiados por algumas pessoas,como Orlando do PT, afirmaram que a Assembléia que nomeou a mim e Deraldo para a Coordenação era ilegal porque não tinha edital. Porque não foi divulgada nos meios de comunicação e outras invencionices.

Em meio a ameaças, inclusive de matar, pois a Ivone da Farmácia Bahia ameaçou a Secretária Executiva (está gravado em vídeo) e, o Renildo da Embasa ameaçou me dar porrada. Aprovaram no grito a realização de uma nova assembléia para discutir a legalidade da AGE que nomeou a mim e a Deraldo para Coordenadores. Ficou também deliberado que seria realizada uma reunião de planejamento das atividades para 2010 no dia 4 de janeiro (que não aconteceu porque ninguém compareceu), também que seria realizada a prestação de contas de 2009 no dia 17 de janeiro, pois não fora realizada. O que também não aconteceu até o momento.

Conforme deliberado em reunião do dia 20 de janeiro, com a participação da Coordenação Geral do PAPAMEL, Conselho Fiscal do PAPAMEL, membros fundadores, associados Ativos e associados quites com suas obrigações, com base em Parecer Jurídico sobre a legalidade da Assembléia e declaração assinada pela maioria absoluta dos associados quites com as suas obrigações e membros fundadores do PAPAMEL, de que reconhecem como legítima e legal a assembléia que nomeou a mim e a Deraldo, foi deliberado que não deveria ser realizada uma nova assembléia, pois o motivo da sua convocação era ilegítimo e que a sede do PAPAMEL não deveria ser aberta e que nenhum associado deveria comparecer a tal assembléia.

SOBRE A “ASSEMBLÉIA” DE JANEIRO DE 2010.

No dia 24 de janeiro se instalou irregularmente uma assembléia, desrespeitando flagrantemente o Estatuto do PAPAMEL.

UMA DAS PERGUNTAS QUE NÃO FOI RESPONDIDA NO PROCESSO QUE TRAMITA NA JUSTIÇA É:

Se não teve edital para nomear a Coordenação Geral em julho de 2009, motivando a realização de uma nova eleição. Porque também essa regra não valeu para o Conselho Fiscal?!

Porque em nenhum momento a nomeação do Conselho Fiscal foi questionada?

Assim como a instalação da Assembléia do dia 24 se deu de forma ilegal, também a nomeação de Charme e Fredi, viola o Estatuto e o Regimento Interno do PAPAMEL, pois eles perderam a condição de associados ativos e de votar e ser votado por ausência em mais de duas assembléias.

Também muitas das pessoas presentes a essa assembléia, não tinham direito de voto. Tem pessoas que apareceram como pagando a sua contribuição anual um dia antes da Assembléia, como Orlando do PT. Para votar tem que ter participação em no mínimo 21 reuniões ordinárias ao longo do ano.

A partir daí, passamos a ser ameaçados covardemente, além de caluniados, difamados e injuriados pelo Afonso Mendes, filho de Georgina (que trabalha no Sindicato Rural).

SOBRE REELEIÇÃO

Nunca participei de reeleição para Coordenação do PAPAMEL. Não brigo por poder. Apenas exijo respeito ao Estatuto do PAPAMEL e a todas as pessoas que ajudaram a criar e manter o PAPAMEL durante todos os anos em que não existiam milhões da Petrobras na conta e nem contratos com a Mirabela.

Com todo respeito aos profissionais do direito, contratados pela parte que só ameaça e acusa, mas o Estatuto do PAPAMEL é claro quanto as NOMEAÇÕES E VACANCIAS, assim como o Regimento Interno da entidade. Portanto, suas opiniões, comprovadamente foram refutadas pelo nosso advogado voluntário, que mostrou a luz do Código Civil, que sofreu alterações em 2005, que tudo quanto realizado pelo Conselho Fiscal, Associados e Membros Fundadores, ESTÁ DENTRO DA LEGALIDADE.

É ainda contra-senso dos senhores, falar tanto em legalidade e defender com tanta veemência uma assembléia que está comprovada e reconhecida a sua ilegitimidade e ilegalidade por mais de cinqüenta associados e membros fundadores do PAPAMEL, com base no Estatuto e Regimento interno da entidade.

Relevante destacar que essa assembléia que se encontra sub-judici, se instalou a revelia do Estatuto do PAPAMEL, que exige a obrigatória presença da maioria dos membros do Conselho Fiscal. De três titulares, apenas 1 se fez presente. De 3 suplentes, nenhum se fez presente. E isso, porque todos eles reconhecem a legitimidade e legalidade da Assembléia que nomeou Deraldo e a mim, como membros da Coordenação Geral.

Assumam perante a sociedade que vocês usaram de violência, ameaças, mentiras e toda sorte de artimanhas para tentarem destituir a mim e a Deraldo da Coordenação Geral. Como não conseguiram, passaram a usar de práticas comuns a pessoas de má índole.

TENTATIVA DE DESMORALIZAR O CONSELHO DE FUNDADORES

As pessoas do Conselho de Membros Fundadores, não são meus parentes, ao contrário, são pessoas que se preocupam com o PAPAMEL, que participaram da sua origem, dos seus primeiros anos de luta e que tiveram que ir embora ou deixar de atuar diretamente por motivos que lhes diz respeito. Mas que nunca abandonaram o PAPAMEL e nem apareceram apenas depois do contrato com a Mirabela. É leviano e mesquinho, medíocre afirmar isso. Tenha respeito Renato Souza, com os membros fundadores. Graças a eles, hoje você ganha dinheiro as custas do PAPAMEL, enquanto que essas pessoas sim, nunca receberam um centavo do PAPAMEL.

Ainda sobre o COMFUP. Afirmar que ele não tem poder para intervir na direção da entidade é no mínimo DESCONHECIMENTO sobre o PRINCÍPIO DA AUTONOMIA na organização das associações de fins não econômicos.

SOBRE PERDER ELEIÇÃO

Parem de MENTIR com essa história de que houve uma eleição e nós nos recusamos a participar. VOCES ARMARAM UM GOLPE. CONVOCARAM UMA ASSEMBLÉIA NO GRITO E NA FORÇA PARA TRATAR DE UM TEMA E DEPOIS PASSARAM A DIVULGAR OUTRA COISA.

NUNCA houve destituição de ninguém por FALTA DE EDITAL. PROVA disso é que o CONSELHO FISCAL, ELEITO NA MESMA ASSEMBLÉIA de 5 de julho de 2009, NUNCA FOI QUESTIONADO por Renato Souza/Renato do Coffe e seus comandados.

VOCES COMEÇARAM ALEGANDO QUE A ASSEMBLÉIA QUE NOS NOMEOU NÃO TINHA EDITAL... AGORA JÁ MUDARAM O DISCURSO. VOCES MUDAM O DISCURSO O TEMPO TODO... ESCREVEM UMA COISA NOS AUTOS E FALAM OUTRA.  

E porque será que fazem tanta questão de ignorar o Regimento Interno do PAPAMEL!!!

SOBRE RELAÇÃO DE CHEQUES

A população de Ipiaú e os demais parceiros conhecem a minha história e o meu modo de vida, sem ostentações nem ambições. Como disse no início, desafio a todos vocês a abrirem suas contas, de 2006 até o momento e veremos como era antes e como passou a ser a partir dos primeiros pagamentos da Petrobras e de abril de 2008, quando se iniciaram os pagamentos pela Mirabela.

É curioso, estranho e merecedor de muito questionamento o fato dessas pessoas terem passado tanto tempo sem realizar a prestação de contas e agora, por medo de perderem o controle do projeto cairú (2.800.000,00), passarem a divulgar recibos, notas, contra-cheques, etc para tentar me incriminar.

Porque nunca apresentaram a prestação de contas para o conselho fiscal e a submeteram a aprovação da assembléia geral do PAPAMEL como manda o estatuto da entidade?

Quem é que está sendo ilegal?!!! Quem é que está escondendo a verdade!!!!

Falem dos saques sem autorização realizados na conta do Banco do Brasil (Projeto Cairú);

Das compras pessoais com autorizações de compra do PAPAMEL;

Dos pagamentos superfaturados de ligações telefônicas;

Dos pagamentos superfaturados de gasolina;

Da não prestação de contas do Projeto Adote Um Rio (patrocínio de 18 mil da Coelba;

Da não prestação de contas do Projeto Cairú;

Da não prestação de contas de 2008, 2009 e 2010...

Porque que é tão escondida essa prestação de contas?!!!

Falar dessas coisas aqui, apenas serve para o deleite dos que querem ver o PAPAMEL como se fosse um mar de podridão. É lamentável que tenhamos chegado a isso.

Em verdade, levemos tudo isso de fato a justiça, para que possa apurar e identificar os verdadeiros responsáveis pelas não prestações de contas.

PEDIDO DE INVESTIGAÇÃO OFICIAL

Nós enviamos ofícios a Promotoria de Justiça da União, a Petrobras e ao IPHAN, solicitando que apurem a movimentação da Conta do Projeto Cairú no Banco do Brasil. Também enviamos para a CGU, pedindo que apurem as prestações de contas do Contrato Petrobras/PAPAMEL.

Vamos ver quem está cometendo irregularidades...


SOBRE USO DE EMPRESAS PARA REALIZAR PAGAMENTOS

Senhor Sandro Augusto de Sá e Senhora Georgina Mendes, falem a verdade. Das tantas vezes que cobrei de vocês a prestação de contas com detalhamento e que vocês nunca fizeram. Assuma Sandro que você orientou que o pagamento deveria ser através de algumas empresas, chegando a propor que o PAPAMEL regularizasse a situação da sua empresa para emitir notas fiscais.

Mostre as notas fiscais dos pagamentos para a sua namorada, que peço desculpas por ter que citá-la, pois não tem culpa do mau caráter que está sendo você.

Mostre as notas fiscais dos pagamentos a Renato Souza/Renato do Coffe/ genro de Zito).

Mostre as notas fiscais dos pagamentos a Ana Bispo/Ana Pinote.

Mostre as despesas que você realizou sem a autorização da Coordenação Geral do PAPAMEL e que resultou em prejuízos para entidade, porque você não teve a capacidade de conduzir “o seu projeto”.

Mostre as notas fiscais dos pagamentos realizados a Georgina Mendes, a mãe do Afonso Mendes.

Revele os pagamentos que foram feitos para você através de subterfúgios como gasolina, telefone e sabe-se lá mais o que.

COMPRAS PESSOAIS USANDO AUTORIZAÇÕES DE COMPRA DO PAPAMEL

Georgina já pagou as compras que ela fez usando as autorizações de compras do PAPMEL, na foto clik (assinada por Afonso), na Papelaria Brasil, na Info stock e na Tecnomaq? E das compras anteriores que nós não chegamos a ter conhecimento?????

Nós temos responsabilidade com o PAPAMEL e por termos responsabilidade com a entidade que criamos e nos dedicamos durante tantos anos, é que solicitamos a intervenção da CGU.

Que pare o Projeto Cairú, que pare o PAPAMEL por quantos anos se fizer necessário. Nós queremos a verdade. E ela não sairá desse emaranhado de notas e relatórios manipulados por vocês.

Tenham a coragem de submeter as contas a uma auditoria independente.



SOBRE ESCONDER RECEBIMENTOS E SONEGAR IMPOSTOS

Credite quantas falas desejar a mim. Mas todos que atuaram no PAPAMEL, são testemunhas de quem defendia a condução das coisas dentro da legalidade.

No momento que fui remunerado pelo PAPAMEL, nunca escondi isso.  Não tenho porque esconder isso. Não fui agraciado com premiações até hoje sem explicação. Tudo o que tenho é fruto do meu trabalho.

Se vocês são pela legalidade, então apresentem por onde que vocês estão sendo remunerados, para prestarem serviço em Cairú em nome do PAPAMEL. Diga Renato Souza, diga Renato do Coffe, diga Renato genro de Zito... diga quanto voce está recebendo... você que sempre está no sufoco, pedindo para Manuel Teles (da empresa PATRIMONI), lhe mandar dinheiro. Ele disse que não agüenta mais. Esses repasses são porque? Porque ajudou a fazer o projeto andar... conseguiu convencer as pessoas que assinam cheques a autorizarem os pagamentos!!!! Ou tudo isso era só simulação para lhe supervalorizar!!!!

Revelem isso... mostrem a verdadeira face. Com certeza os cifrões estarão tatuados e piscando.

Vocês não sabem o que é ser voluntário. Não conseguem. Não se permitem fazer algo sem ver a oportunidade de levar alguma vantagem.

SOBRE 2004 A 2007
Eu não era membro da coordenação geral, nem da comissão de finanças, por tanto, não assinava cheques.

Eu, na condição de Secretário Executivo, assinava os contratos de patrocínio da Petrobras juntamente com o Renato do Coffe. Mas quem respondia, como ainda responde pelo projeto e sua movimentação financeira, é ele e os demais coordenadores.
NUNCA TIVEMOS UMA PRESTAÇÃO DE CONTAS DESSA CONTA NO PAPAMEL.

SAQUES SEM AUTORIZAÇÃO

Sabemos apenas, que no início de 2009, foram realizados dois saques sem a devida autorização e até o momento sem que se tenha apresentado quaisquer documentos. Sandro disse que iria apurar tudo e depois se calou.... por que será....!!!!!

SOBRE RETENÇÃO DE BENS DO PAPAMEL

Não senhores, eu não retenho a moto, ela continua a serviço do PAPAMEL. Ainda sou membro da Coordenação Geral do PAPAMEL. Esqueceram!!! existe uma Ação Declaratória de Nulidade da Assembléia realizada ilegalmente por vocês. Nós não forjamos atas, não forjamos assembléias, não usurpamos nem demos golpe... estamos legitimados pela imensa maioria de associados legais, ativos e membros fundadores.

Se a justiça decidir que a assembléia de vocês foi legal, coisa que vocês não conseguiram provar, então.... mas por ora, vocês apenas detém uma ata forjada e a movimentação das contas do PAPAMEL.

Quando o dinheiro acabar, ai sim, veremos o compromisso de vocês com o PAPAMEL.

Além disso, a guarda dos bens do PAPAMEL, são de responsabilidade da Comissão de Patrimonio, a qual vocês não respeitam. Como não respeitam o Estatuto e o Regimento Interno do PAPAMEL.

SOBRE ACESSO AS CONTAS DO PAPAMEL

Quem solicitou o bloqueio das contas foi o Conselho Fiscal e o banco não deu nenhum parecer, cadê o parecer???!!! Publiquem!!!

O fato é que como vocês estão movimentando as contas sem realizar as obrigatórias prestações de contas, o Conselho Fiscal e todos os associados que querem lisura e transparência no uso dos recursos da entidade, decidiram por solicitar o bloqueio das contas.

SOBRE SE AUTOINTITULAR PAPAMEL

O antigo estatuto do PAPAMEL, dizia:
Art. 23 – Compete ainda a Coordenação Geral ; .... b)  representar ativa e passivamente, judicial e extrajudicialmente, a entidade;

Na condição de membros da Coordenação Geral, respaldados pela maioria dos associados, ingressamos com uma Ação Declaratória de Nulidade dessa suposta age do dia 24, realizada ilegalmente, visando garantir o respeito e o cumprimento do Estatuto e do Regimento Interno do PAPAMEL

SOBRE NÃO ACEITAR RESULTADO DE ASSEMBLÉIA

Como relatado anteriormente, quem não aceitou perder a Coordenação do PAPAMEL e perder o controle do Projeto Cairú, foi o Renato Santana Souza/Renato do Coffe/genro de Zito. Tanto que levou o PAPAMEL a passar por essa situação constrangedora, lamentável e de desagravo a sua dignidade, a sua moral, aos seus princípios e a sua ética.

SOBRE FAZER PARTE DE COMISÃO DE FINANÇAS

Nunca fiz parte da Comissão de Finanças nem assinei cheques pelo PAPAMEL. Mas, na condição de membro da Coordenação Geral, período de julho de 2009 a dezembro de 2009, que, segundo o Estatuto do PAPAMEL: Art. 24 – São obrigações da Coordenação, especialmente, a de preservar todo poder e autoridade exercidos sobre a associação, a serviço da mesma e dos associados, proibidos expressamente o uso do nome da associação ou aplicação de qualquer de seus recursos, para fins estranhos aos objetivos sociais.
PARÁGRAFO ÚNICO – Cabe especialmente a Coordenação Geral, realizar a Prestação de Contas, de acordo com as seguintes  normas e determinações mínimas a serem observadas...
Vocês ainda mentem sobre organização do PAPAMEL.
Cobrei diversas vezes da Comissão de Finanças que nos apresentasse a Prestação de Contas para que pudéssemos analisar e apresentar para o Conselho Fiscal e isso, nunca foi feito. Porque sempre se tinha uma desculpa.

A mãe de Afonso Mendes, era remunerada apenas para cuidar da movimentação financeira do PAPAMEL, mas nunca realizou uma prestação de contas com o detalhamento que exigíamos.

Tudo o que eu escrever aqui, ainda será muito pouco. Vamos ver o que a justiça dirá quando se apropriar das prestações de contas, negadas até hoje.

SOBRE O QUE SE DEIXOU NA CONTA DO PAPAMEL

A conta polpuda que realmente está sendo deixada para o PAPAMEL é: inimizades, contas sem prestação, notas fiscais sem o bem, bens sem notas, ruptura, sucatas de computadores trocados por novos comprados pelo PAPAMEL, divisão, prejuízos a imagem da entidade, prejuízos a luta ambiental em Ipiaú e região....

Sobre os projetos, infelizmente vocês não elaboraram nenhum, apenas estão se apropriando dos todos que eu e Deraldo elaboramos. Pena que não conseguem trabalhar sem dinheiro em conta.

Mostrem os projetos que vocês elaboraram e que já recebeu algum recurso.

ENTREGUEM A PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA O CONSELHO FISCAL, PARA SER AUDITADA E TODA VERDADE SERÁ REVELADA.

ACUSAÇÕES EXIGEM PROVAS.

Todos os documentos citados nesse texto encontram-se em poder da Promotoria de Justiça (anexos da ação), do Conselho de Membros Fundadores do PAPAMEL e das respectivas instituições para as quais foram enviados.

Pelo novo Estatuto do PAPAMEL, constitui infração ao artigo 11, publicar ou fazer publicar documentos da entidade sem autorização. Nesse momento, apenas o Conselho de Membros Fundadores pode dar essa autorização.


Emídio Souza Barreto Neto
Membro Fundador do PAPAMEL

O erro não se torna verdade por se difundir e multiplicar facilmente. Do mesmo modo a verdade não se torna erro pelo fato de ninguém a ver.


PAPAMEL, uma ong com nome apropriado!...

Senhores e Senhoras,
Em virtude das alterações ocorridas no Estatuto do PAPAMEL aprovadas
pela sua Assembléia Geral e decisões do Conselho de Membros Fundadores
do PAPAMEL, apresentamos o texto da Carta abaixo, bem assim, em anexo,
nos formatos jpg e pd.
Atenciosamente,

ComfuP.

Carta Circular 001/2011. PAPAMEL.
As
Instituições Públicas e Privadas, Órgãos de Imprensa e Comunicação e
Empresas e Comércio em Geral.
Ipiaú ? Bahia - Brasil.
Caríssima Diretoria,

Considerando,
1- a necessidade e obrigatória observância do cumprimento do Estatuto
do PAPAMEL e do seu Regimento Interno;
2- a urgência em corrigir os rumos da administração do PAPAMEL para o
seu funcionamento em sintonia com os seus princípios éticos e morais.
3- que o Estatuto do PAPAMEL, dispõe que:
Art. 20 ? O Conselho de Membros Fundadores do PAPAMEL ? ComfuP, tem
por finalidade preservar a imagem, os princípios, a ética e a moral do
PAPAMEL, zelando pelo irrestrito cumprimento do seu Estatuto e
Regimento Interno, bem como das normas e leis que regulem  o
funcionamento de associações sem fins lucrativos.
Art. 23 ? Caberá ao ComfuP, intervir em casos de litígios de qualquer
natureza de ordem administrativa no PAPAMEL; impugnar assembléias
quando realizadas em desobediência aos dispositivos estatutários,
caçar mediante simples manifestação por escrito o registro de atas,
deliberar sobre a legalidade de assembléias, suspensão e exclusão de
membros de diretoria, eliminação de associados, podendo ainda realizar
por simples solicitação por escrito as instituições financeiras onde
mantenha movimentação financeira, o bloqueio de contas corrente ou
poupanças, determinar a guarda de bens do PAPAMEL e determinar o
reparo  dos danos causados ao PAPAMEL por aqueles que, por ele, forem
responsabilizados.
4- se faz necessário e urgente cumprir as deliberações resultantes do
Encontro Deliberativo do Conselho de Membros Fundadores com a
participação dos Membros do Conselho Fiscal.
Tornamos público que o Conselho de Membros Fundadores do PAPAMEL, com
base nos artigos 20 e 23 do Estatuto do PAPAMEL, assumiu a coordenação
geral, administrativa e financeira do Grupo Ecológico Humanista
PAPAMEL, até que seja apresentada uma solução final e pacífica para a
situação de litígio porque passa a entidade.
Neste sentido, com base na constatação de comportamentos e condutas
inadequadas e impróprias aos princípios éticos e morais do PAPAMEL,
bem como aos ditames do seu Estatuto e Regimento Interno. Declaramos
que ficam impedidas de falarem ou se apresentarem como representantes
ou porta voz do PAPAMEL sob quaisquer pretextos ou circunstancias, as
pessoas que não apresentarem Carta de Anuência devidamente assinada
pela maioria dos membros do Conselho de Membros Fundadores do PAPAMEL.

Ipiaú ? BHRC ? Ba, 05 de Janeiro de 2011.
Adão Eduardo Tsukamoto     Carlos Antonio Pereira Santos
Everaldo de Cerqueira   Geraldo Pereira  Jailton Jesus dos Santos
Jaime Gonçalves de Matos Júnior  Jerferson Luiz da Silva Moreira
João Rodrigues Barreto, Paulo César Santos, Severiano Pereira da Silva Neto.
Conselho de Membros Fundadores do PAPAMEL
Grupo Ecológico Humanista PAPAMEL

Comentário de um leitor
"Uma curiosidade: quando eu acesso o portal da Petrobrás, na área de patrocínios, não aparece o Convento de Cairu. É estranho. Será que não querem mesmo que apareça? Seria uma "reserva" para traquinagens que não podem ser vistas?
É muitíssimo estranho mesmo!"

Outro comentário
"O meu desejo é o seguinte: que pessoas de bem assumam o comando daquilo, por exemplo, o Instituto de Desenvolvimento do Baixo Sul da Bahia, ou IDES.
Esse Instituto age com extrema correção e vinha administrando a restauração do convento até 2005, quando, por motivos ainda não esclarecidos, foi substituído pela ONG PAPAMEL" 
 
Related Posts with Thumbnails