quinta-feira, 29 de setembro de 2011

UMA VIAGEM... NO TEMPO


NOTE COMO AS RUAS ERAM LIMPAS NO SÉCULO PASSADO!

SANTORINI



Referência obligatória de toda viagem ás ilhas gregas, Santorini faz parte do roteiro costumeiro do jet-set. O que para mim seria uma boa razão para não ir. Mas disfrutem das fotos: o branco e o azul são as duas únicas cores. Quanto a música-chavão de "Nunca ao domingo", poderiam ter escolhido outro sirtaki...


Santorini.ppsSantorini.pps
3143K   Visualizar   Baixar  

O poder do beijo!

Vinha pela estrada uma caravana de motociclistas, fortes, bigodudos, em suas poderosas motos, quando, de repente, eles vêem uma garota a ponto de saltar de uma ponte sobre um rio.
Eles param e o líder, particularmente corpulento e de aspecto rude, salta, se dirige a ela e pergunta:
- Que diabos você está pretendendo fazer?
- Vou me suicidar - responde suavemente a delicada garota com a voz cadenciada e ameaçando pular.
O motociclista pensa por alguns segundos e finalmente diz:
- Bom, antes de saltar, por que não me dá um beijo?
Ela acena com a cabeça, bota de lado os cabelos compridos encaracolados e dá um longo beijo apaixonado na boca do motociclista parrudão. Depois desta intensa experiência, a gangue de motoqueiros aplaude, o líder recupera o fôlego, alisa a barba e admite:
- Este foi o melhor beijo que me deram na vida! É um talento que se perderá caso você suicide. Por que quer morrer?
- Meus pais não gostam que eu me vista de mulher!

La Maison en Petits Cubes

Curta-metragem de Animação vencedor do Oscar 2009

A animação "La Maison en Petits Cubes" (Casa de Pequenos Cubos) foi a vencedora do Oscar 2009 de Curta-metragem de Animação. Conta uma história romântica de um velhinho, que revê pequenos cubos de lembranças submersos na sua casa. É uma poesia contada através de um desenho animado. Bela história!

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Desembargadores, Juízes e Políticos

 
A ministra Eliana Calmon, a corregedora do CNJ: "Eu sou uma rebelde que fala"
A corte dos padrinhos
A nova corregedora do Conselho Nacional de Justiça diz que é comum a troca de favores entre magistrados e políticos
Em entrevista a VEJA, Eliana Calmon mostra o porquê de sua fama.
Ela diz que o Judiciário está contaminado pela politicagem miúda, o que faz com que juízes produzam decisões sob medida para atender aos interesses dos políticos, que, por sua vez, são os patrocinadores das indicações dos ministros.
Por que nos últimos anos pipocaram tantas denúncias de corrupção no Judiciário?
Durante anos, ninguém tomou conta dos juízes, pouco se fiscalizou. A corrupção começa embaixo. Não é incomum um desembargador corrupto usar o juiz de primeira instância como escudo para suas ações. Ele telefona para o juiz e lhe pede uma liminar, um habeas corpus ou uma sentença. Os juízes que se sujeitam a isso são candidatos naturais a futuras promoções. Os que se negam a fazer esse tipo de coisa, os corretos, ficam onde estão.
A senhora quer dizer que a ascensão funcional na magistratura depende dessa troca de favores?
O ideal seria que as promoções acontecessem por mérito. Hoje é a política que define o preenchimento de vagas nos tribunais superiores, por exemplo. Os piores magistrados terminam sendo os mais louvados. O ignorante, o despreparado, não cria problema com ninguém porque sabe que num embate ele levará a pior. Esse chegará ao topo do Judiciário.
Esse problema atinge também os tribunais superiores, onde as nomeações são feitas pelo presidente da República?
Estamos falando de outra questão muito séria. É como o braço político se infiltra no Poder Judiciário. Recentemente, para atender a um pedido político, o STJ chegou à conclusão de que denúncia anônima não pode ser considerada pelo tribunal.
A tese que a senhora critica foi usada pelo ministro Cesar Asfor Rocha para trancar a Operação Castelo de Areia, que investigou pagamentos da empreiteira Camargo Corrêa a vários políticos.
É uma tese equivocada, que serve muito bem a interesses políticos. O STJ chegou à conclusão de que denúncia anônima não pode ser considerada pelo tribunal. De fato, uma simples carta apócrifa não deve ser considerada. Mas, se a Polícia Federal recebe a denúncia, investiga e vê que é verdadeira, e a investigação chega ao tribunal com todas as provas, você vai desconsiderar? Tem cabimento isso? Não tem. A denúncia anônima só vale quando o denunciado é um traficante? Há uma mistura e uma intimidade indecente com o poder.
Existe essa relação de subserviência da Justiça ao mundo da política?
Para ascender na carreira, o juiz precisa dos políticos. Nos tribunais superiores, o critério é única e exclusivamente político.
Mas a senhora, como todos os demais ministros, chegou ao STJ por meio desse mecanismo.
Certa vez me perguntaram se eu tinha padrinhos políticos. Eu disse: “Claro, se não tivesse, não estaria aqui”. Eu sou fruto de um sistema. Para entrar num tribunal como o STJ, seu nome tem de primeiro passar pelo crivo dos ministros, depois do presidente da República e ainda do Senado. O ministro escolhido sai devendo a todo mundo.
No caso da senhora, alguém já tentou cobrar a fatura depois?
Nunca. Eles têm medo desse meu jeito. Eu não sou a única rebelde nesse sistema, mas sou uma rebelde que fala. Há colegas que, quando chegam para montar o gabinete, não têm o direito de escolher um assessor sequer, porque já está tudo preenchido por indicação política.
Há um assunto tabu na Justiça que é a atuação de advogados que também são filhos ou parentes de ministros. Como a senhora observa essa prática?
Infelizmente, é uma realidade, que inclusive já denunciei no STJ. Mas a gente sabe que continua e não tem regra para coibir. É um problema muito sério. Eles vendem a imagem dos ministros. Dizem que têm trânsito na corte e exibem isso a seus clientes.
E como resolver esse problema?
Não há lei que resolva isso. É falta de caráter. Esses filhos de ministros tinham de ter estofo moral para saber disso. Normalmente, eles nem sequer fazem uma sustentação oral no tribunal. De modo geral, eles não botam procuração nos autos, não escrevem. Na hora do julgamento, aparecem para entregar memoriais que eles nem sequer escreveram. Quase sempre é só lobby.
Como corregedora, o que a senhora pretende fazer?
Nós, magistrados, temos tendência a ficar prepotentes e vaidosos. Isso faz com que o juiz se ache um super-homem decidindo a vida alheia. Nossa roupa tem renda, botão, cinturão, fivela, uma mangona, uma camisa por dentro com gola de ponta virada. Não pode. Essas togas, essas vestes talares, essa prática de entrar em fila indiana, tudo isso faz com que a gente fique cada vez mais inflado. Precisamos ter cuidado para ter práticas de humildade dentro do Judiciário. É preciso acabar com essa doença que é a “juizite”.



 Os políticos deveriam NÃO intervir no judiciário, POIS ESTE TEM QUE SER INDEPENDENTE!!!


15/08/2011
Entrevista direta no fígado: esta Ministra deveria ser cogitada para ir para o Supremo. Vejam sua franqueza e coragem

Arte das ruas, cultura para todos

Quando o graffite chega ao nivel de Arte


art_et_culture_de_rue.ppsart_et_culture_de_rue.pps
2201K   Visualizar   Baixar  

Preste muita atenção no vulto gravado na casa de Michael Jackson

Eu não acredito em espíritos, mas isso é mesmo difícil de explicar....                                         As imagens são da CNN


proof_2_0001.wmvproof_2_0001.wmv
2986K   Baixar  

PORTUGAL MEDIEVAL


CONHECI ÓBIDOS AINDA NOS ANOS 50, QUANDO ERA TOTALMENTE IGNORADA DO TURISMO E ATÉ DOS PORTUGUESES. QUEM LÁ FOR, TAMBEM DEVE VER A OBRA DA PINTORA JOSEFA DE ÓBIDOS. NO SÉCULO XVII ELA PINTOU LINDAS NATUREZAS MORTAS E CENAS RELIGIOSAS

Óbidos.pps
Óbidos.pps
9157K   Visualizar   Baixar  


CARTA ABERTA AO GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO.

UMA  MÉDICA DE CORAGEM E CONVICÇÃO  
Carta da Dra. DRA. MARIA ISABEL LEPSCH ao Governador do RIO DE JANEIRO, SERGIO CABRAL. 
 
Sabe governador, somos contemporâneos, quase da mesma idade, mas vivemos em mundos bem diferentes. Sou classe média, bem média, médica, pediatra, deprimida e indignada com as canalhices que estão acontecendo.Não conheço bem a sua história pessoal e certamente o senhor não sabe nada da minha também. Fiz um vestibular bastante disputado e com grande empenho tive a oportunidade de freqüentar a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, hoje esquartejada pela omissão e politiquices do poder público estadual. Fiz treinamento no Hospital Pedro Ernesto, hoje vivendo de esmolas emergenciais em troca de leitos da dengue. Parece-me que o senhor desconhece esta realidade. O seu terceiro grau não foi tão suado assim, em universidade sem muito prestígio, curso na época pouco disputado, turma de meninos Zona Sul ...Aprendi medicina em hospital de pobre, trabalhei muito sem remuneração em troca de aprendizado. Ao final do curso, nova seleção, agora, para residência. Mais trabalho com pouco dinheiro e pacientes pobres, o povo.. Sempre fui doutrinada a fazer o máximo com o mínimo. Muitas noites sem dormir, e lhe garanto que não foram em salinhas refrigeradas costurando coligações e acordos para o povo que o senhor nem conhece o cheiro ou choro em momento de dor..
No início da década de noventa fui aprovada num concurso para ser médica da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro'. A melhor decisão da minha vida, da qual hoje mais do que nunca não me arrependo, foi abandonar este cargo.  Não se pode querer ser Dom Quixote, herói ou justiceiro. Dói assistir a morte por falta de recursos. Dói, como mãe de quatro filhos, ver outros filhos de outras mães não serem salvos por falta de condições de trabalho. Fingir que trabalha, fingir que é médico, estar cara-a-cara com o paciente como representante de um sistema de saúde ridículo, ter a possibilidade de se contaminar e se acostumar com uma pseudo-medicina é doloroso, aviltante e uma enorme frustração. Aprendi em muitas daquelas noites insones tudo o que sei fazer e gosto muito do que eu faço. Sou médica porque gosto. Sou pediatra por opção e com convicção. Não me arrependo. Prometi a mim mesma fazer o melhor de mim
É um deboche numa cidade como o Rio de Janeiro, num estado como o nosso assistir políticos como o senhor discursarem com a cara mais lavada que este é o momento de deixar de lenga-lenga para salvar vidas. Que vidas, senhor governador ? Nas UPAS? tudo de fachada para engabelar o povão!!!!  Por amor ao povo o senhor trabalharia pelo que o senhor paga ao médico ?  Os médicos não criaram os mosquitos. Os hospitais não estão com problema somente agora. Não faltam especialistas. O que falta é quem  queira se sujeitar a triste realidade do médico da SES para tentar resolver emergencialmente a omissão de anos.
A mídia planta terrorismo no coração das mães que desesperadas correm a qualquer sintoma inespecífico para as urgências... Não há pediatra neste momento que não esteja sobrecarregado. Mesmo na medicina privada há uma grande dificuldade em administrar uma demanda absurda de atendimentos em clínicas, consultórios ou telefones. Todos em pânico.  E aí vem o senhor com a história do lenga-lenga.  Acorde governador ! Hoje o senhor é poder executivo. Esqueça um pouco das fotos com o presidente e com a mãe do PAC, esqueça a escolha do prefeito, esqueça a carinha de bom moço consternado na televisão. Faça a mudança. Execute.
"Lenga-lenga" é não mudar os hospitais e os salários.  Quem sabe o senhor poderia trabalhar como voluntário também. Chame a sua família. Venha sentir o stress de uma mãe, não daquelas de pracinha com babá, que o senhor bem conhece, mas daquelas que nem podem faltar ao trabalho para cuidar de um filho doente. Venha  preparado porque as pessoas estão armadas, com pouca tolerância, em pânico. Quem sabe entra no seu nariz o cheiro do pobre, do povo e o senhor tenta virar o jogo. A responsabilidade é sua,
governador.
Afinal, quem é, ou são, os vagabundos, Governador ?
Dra. Ma. Isabel Lepsch
ICARAÍ Rua Miguel de Frias 51 sala 303 Tel: 2704-4104/9986- 2514
NITERÓI Av. Amaral Peixoto 60 sala 316 Tel: 2613-2248/2704- 410 4/9982- 8995
SÃO GONÇALO Rua Dr. Francisco Portela 2385 Parada 40 Tel: 2605-0193/3713-
0879
Através da Divulgação é que podemos tentar ajudar a diminuir a
DESASISTÊNCIA TOTAL DO GOVERNO AOS HOSPITAIS PÚBLICOS DO BRASIL

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Visita a 360º às catedrais portuguesas

Uma bela forma de visitar seis das mais belas Catedrais portuguesas, sem sair de casa...
 Imagens com definição espectacular...
 Ao vivo não se consegue ver tanto pormenor...
 Sempre abertas ao público, sem filas e sem custos...

Mariza - Chuva

Mariza... Um nome, o único a meu ver, que pode se comparar a fabulosa Amália Rodrigues. De pai português e mae mozambicana, nasceu em Lourenço Marques, capital de Mozambique em 1973.
Na adolescencia, cantou jazz, gospel, blues e fundou o grupo Funktown.
Mariza veio a Salvador trazida pelo excelente projeto Mercado Cuiltural. Para mim, foi uma revelação. Dona de grande presença, voz afinadíssima e gestual perfeito, ela convenceu o público do TCA.
É hoje uma artista de nivel internacional.

domingo, 25 de setembro de 2011

Cantor Boaz Davidoff Kol Nidre

Embora meu Wladimir seja ateu, como eu, tambem aprecia diversas expressões de músicas sacras. Aqui me manda algo de que gosta especialmente: o Kol Nidrei dos judeus.

"Há inúmeras versões do Kol Nidrei, que é cantado na véspera do Yom Kippur, dia do perdão, depois do ano novo.
Uma boa versão, limpa e sem enfeites, está em http://www.youtube.com/watch?v=F0Vn_YIBS-Y&feature=related
Outra, também direta, está em http://www.youtube.com/watch?v=sp1jQDafh_o&feature=related
Mas há outras, sinfônicas, com órgão, com coro, forma russa, forma marroquina, ortodoxa, conservadora, reformada, etc.
Todas elas vão se sucedendo no You Tube, depois que você abre e ouve uma delas ou mais.
Veja o que esse canto litúrgico te sugere. A mim, sugere ancestralidade e pertencimento."

Helicóptero espetacular

Nada como viajar confortavelmente. Vamos organizar uma turma e sair por aí?
 
Hotelicopter liliane.pps
Hotelicopter liliane.pps
1427K   Visualizar   Baixar  

Adhan at the Umayyad Mosque in Damascus

Tive o privilégio de assistir, na mesquita dos Umaiades em Damasco, a este momento muito especial: o "adhan" a chamada a oração.

PALESTRINA, O DIVINO

Giovanni Pierluigi da Palestrina terá nascido, como o próprio nome indica em Palestrina (arredores de Roma), por volta do ano de 1525. Seu talento musical se manifestou no final da infância, vindo, por isso, a estudar música em 1537 como pequeno cantor na escola da Basílica de Santa Maria Maior, retornando à sua cidade natal em torno de 1544 como organista. Palestrina foi um dos poucos e fortunados músicos de sua época a ostentar uma brilhante carreira pública. Sua fama foi reconhecida universalmente pelos colegas de seu tempo e seus serviços foram requisitados por diversas autoridades da Europa. Após sua morte, em 1594, Palestrina foi enterrado na Basílica de São Pedro durante uma cerimônia fúnebre que teve a participação de grande número de musicistas e de pessoas da comunidade. Não houve compositor anterior a Bach tão prestigiado como Palestrina, nem outro cuja técnica de composição tivesse sido estruturada com maior minuciosidade. Palestrina foi denominado como "O Príncipe da Música", e suas obras foram classificadas como a "perfeição absoluta" do estilo eclesiástico.



Desconheço esta magnífica igreja. Suponho tratar-se de alguma igreja renascentista de Roma.
Olhando melhor talvez nem seja uma igreja...

sábado, 24 de setembro de 2011

O VERDE EM SALVADOR

Como todos sabem, o prefeito de Salvador está sempre envolvido com a defesa intransigente da natureza. Gente bem informada nos corredores do Poder, afirmam que vai mudar, mais uma vez de partido.
Agora vai tomar o lugar de Bassuma no PV.
Vejam só onde o Carneiro foi pegar inspiração para substituir o obsoleto quartel dos fuzilheiros navais na cidade baixa.
Em breve o projeto revolucionário será apresentado no Shopping do Aeroclube da Boca do Rio, tendo a dinámica empresária carioca Luciana Rique como madrinha.


CentralPark(NovaIorque).ppsCentralPark(NovaIorque).pps
6366K   Visualizar   Baixar  

A rota dos camarões

 
Para ir até a esquecida Itapagipe – esquecida, a não ser quando o prefeito inventa delírios de especulação imobiliária –  me lambuzar com camarões, passei por Paris e Casablanca e até briguei com certa companhia, que até hoje não reconheceu meu direito às milhagens de vinte dos quarenta participantes do Zambiapunga, no Festival de Rabat em 2003. Passagens por mim pagas (com ajuda francesa) em dinheiro vivo. A Justiça (?) talvez resolva finalmente oficializar meus direitos... após meu funeral.  Em compensação, o advogado contratado, Joel Barreto, homem culto e comunicativo, que acabou virando amigão, dia desses me levou para conhecer, a cem metros do branco forte de Montserrat, O Rei do Mar, restaurante do irmão. Você já foi a Itapagipe, nega? Não? Então aproveite um daqueles fins de dia quando o por de sol, de tão cinematográfico, ameaça marear seus olhos.
Lá tudo é beleza, calma e volúpia. Merci Baudelaire. Sente numa mesa de plástico amarelo sobre ufanista fundo verde e aproveite para dar uma corujada no DVD de Caetano e Maria Gadu. Sussurram sem incomodar gourmets e comilões. Agora encomende, sem mais demora, os ditos camarões. Justificam amplamente a viagem, nem que seja desde Itapoã ou São Paulo. O tempero faria esverdear de inveja qualquer Paul Bocuse. Posso até afirmar que, nos meus 75 anos de andanças pelo planeta, nunca comi iguais. O segredo? Um tempero onde, até meu paladar consegue adivinhar, entra mostarda. Deixo a analise completa a minha amiga Daniela Castro, gastrônoma da mais alta competência.
E mais: como brinde da casa, terá direito à tal da baianidade, sem oba-oba nem opaiós. Gentileza e eficiência. A freguesia é alimentada pela vizinhança e os amigos. Aprofundando sempre mais suas raízes no barro natal, o amigo Joel nasceu, cresceu, casou e teve sua filha na encosta de Montserrat. Não precisou provar a evidente evolução socioeconômica migrando para “les beaux quartiers”, Pituba, Itaigara ou Caminho das Árvores. De sobremesa, talvez você veja o último saveiro rumo a Maragogipe ou Nazaré das Farinhas.



ASSIM COMEÇOU O POVOAMENTO DA BAHIA...

Arquivo Nacional da Torre do Tombo
SENTENÇA PROFERIDA EM 1587 NO PROCESSO CONTRA O PRIOR DE TRANCOSO   (Autos arquivados na Torre do Tombo, armário 5, maço 7)

 "Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de sessenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos,
esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou,
sendo acusado de ter dormido comvinte e nove afilhadas e tendo delas noventa e sete filhas e trinta e sete filhos;
de cinco irmãs teve dezoito filhas;
de nove comadres trinta e oito filhos e dezoito filhas;
de sete amas teve vinte e nove filhos e cinco filhas;
de duas escravas teve vinte e um filhos e sete filhas;
dormiu com uma tia, chamada Ana da Cunha, de quem teve três filhas.
Total: duzentos e noventa e nove,
sendo duzentos e catorze do sexo feminino e oitenta e cinco do sexo masculino, tendo concebido em cinquenta e três mulheres".
Não satisfeito tal apetite, o malfadado prior, dormia ainda com um escravo adolescente de nome Joaquim Bento, que o acusou de abusar em seu vaso nefando noites seguidas quando não lá estavam as mulheres.
Acusam-lhe ainda dois ajudantes de missa, infantes menores  que lhe foram obrigados a servir de pecados orais, completos e nefandos, pelos quais se culpam em defeso de seus vasos intocados, apesar da malícia exigente do malfadado prior.
              [agora vem o inesperado:]
"El-Rei D. João II lhe perdoou a morte e o mandou pÃ?r em liberdade aos dezessete dias do mês de Março de 1587,
com o fundamento de ajudar a povoar aquela região da Beira Alta, tão despovoada ao tempo e, em proveito de sua real fazenda,
o condena ao degredo em terras de Santa Cruz, para onde segue a viver na vila da Baía de Salvador como colaborador de povoamento português. El-rei ordena ainda guardar no Real Arquivo esta sentença, devassa e mais papéis que formaram o processo".
 Comentário: dentre os vários nomes pelos quais “aquilo” é conhecido, inclui-se este: vaso nefando.
  
Torre do Tombo é o local onde se guardam todos os documentos antigos. Está situada em Lisboa, junto à Cidade Universitária.
Sentença de 1587 - Trancoso, Portugal           

Um leitor reclama!

        A câmara do celular de um repórter da Globo flagrou a reunião de uma comissão da Câmara Federal , com apenas dois deputados e uma secretária,  um deputado relatando , e outro no plenário. Este do PT da Paraíba. Eles, em pouco mais de três minutos , aprovaram mais de CEM projetos. Outro deputado entrevistado mais tarde, disse que 35 deputados assinaram a presença. A imagem mostrou tudo, claramente.
        Foi passado no Jornal Nacional de ontem (23 de setembro). Um cientista político entrevistado confirmou a total falta de credibilidade dos deputados federais e, digo eu, do legislativo brasileiro.  Esta mensagem é parte da campanha nacional contra a corrupção. A propósito, acho que a CPMF da saúde deveria sim voltar, financiada por descontos nos grandes proventos dos vereadores, deputados estaduais e federais e senadores. Assim eles colaborariam de fato com a saúde, como prometem tanto antes das eleições.

sorriso do bosque

Ainda bem que, em oposição a especulação imobiliária desenfreada, ainda existe na Bahia algum tipo de consciencia a favor da Natureza e de defesa da Mata Atlántica

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Casas pintadas na Bavária

Engana-se quem pensa que a Alemanha é um pais sussudo, de gente tão profissional que naõ deixa espaço para a fantasia. Veja a beleza e fantasia das casas da Baviera.

paintedhousesinbavaria - vu (NXPowerLite).pps
paintedhousesinbavaria - vu (NXPowerLite).pps
4419K   Visualizar   Baixar  





O QUE LULA DIZIA DOS SARNEY

Quem te ouviu e quem te ouve..
Se quiser saber mais notícias bombásticas sobre a familia Sarney, é só abrir o youtube e procurar a palavra chave "SARNEY" Nem o ACM chegou ao calcanhar do autor dos "Marimbondos de fogo" .

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

HISTÓRIA DE ANIMAL

      ESSA Não tem preço!   

Um cão velho e com olhar cansado estava andando pela rua e entrou em meu jardim. Eu pude ver, pela coleira e seu pêlo brilhante, que ele era bem alimentado e bem cuidado.
Ele andou calmamente até mim e eu o agradei. Então ele me seguiu e entrou em minha casa. Passou pela sala, entrou no corredor, deitou-se em um cantinho e dormiu.

Uma hora depois ele foi para a porta e eu o deixei sair.
No dia seguinte ele voltou, fez "festinha" para mim no jardim, entrou em minha casa e novamente dormiu por uma hora no cantinho do corredor. Isso se repetiu por várias semanas.
Curioso, coloquei um bilhete em sua coleira: "Gostaria de saber quem é o dono deste lindo e amável cachorro, e perguntar se você sabe que ele vem até a minha casa todas as tardes para tirar uma soneca."
No dia seguinte ele chegou para sua habitual soneca, com um outro bilhete na coleira: "Ele mora em uma casa com 6 crianças, 2 das quais têm menos de 3 anos - provavelmente ele está tentando descansar um pouco. Posso ir com ele amanhã???"



 

Técnologia China

VEJAM O QUE A TECNOLOGIA ACABA DE CRIAR.
UMA BROCA QUE FAZ FUROS QUADRADOS.
É SÓ CONFERIR.


Broca para furo quadrado.wmvBroca para furo quadrado.wmv
4695K   Baixar  

terça-feira, 20 de setembro de 2011

RETALHOS 52

Se privatizar fosse solução para o Elevador Lacerda e os planos inclinados, a travessia São Joaquim/Bom Despacho não seria a vergonha que é.
Um deputado federal, socialista e baiano, de passado heróico, portanto acima de qualquer suspeita (como José Dirceu), foi beliscar com dois amigos num café cultural para curtir o luar. Quando chegou a conta de R$180,00, os amigos pagaram R$40,00 cada e ele, generosamente, os outros R$100,00. Só que pediu nota fiscal para ser ressarcido. Por quem? Por você, seu otário!

Você sabe quanto ganha um deputado federal?

·          Salário Mensal: R$ 16.512,09;
·          13º,+ 14º e 15º Salários;
·          Auxílio Moradia: R$ 3.000,00;
·          Cota Telefônica: R$ 4.000,00;
·          Passagens: R$ 9.000,00;
·          Assinaturas Mensais de Revistas: R$ 1.000,00;
·          Assistência Médica: R$ 8.000,00;
·          Verba Indenizatória: R$ 15.000,00;
·          Verba de Gabinete: R$ 60.000,00.


Que bom saber que este blog tem vários leitores na Letônia! Dá vontade de conhecer Riga. Pelo menos!

Deveria ser manchete de primeira página: O Ministério Público Federal denunciou o “bispo” Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus por estelionato, falsidade ideológica, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Mas ninguém esquente a cabeça. O santo homem tem grana o suficiente para pagar bons advogados e também tem um monte de compadres em todas as matizes políticas. Alguém quer apostar que, daqui umas semanas, ninguém falará mais no assunto? Olhe o casal Hernandez da “Renascer”, preso em Miami com uma bíblia recheada de dólares. Continua lindo, forte e mais rico que nunca. Só Jesus, que começou com um jegue e acabou se dando mal...

Carro para cafajeste (ou para Edir Macedo): A indiana Tata Motors apresenta em Mumbai a versão "jóia" do Nano, considerado o carro mais barato do mundo; o veículo foi enfeitado com 80 quilos de ouro 22 quilates, 15 quilos de prata e várias pedras preciosas

Boatos e notícias desencontradas correm pelas colunas sociais e a internet tupiniquim. A loira Luciana Rique, sempre muda, estaria desistindo do shopping do Santo Antônio. Parece que o maridão não gostou do estúdio na Rua Direita e convenceu a patroa a comprar apartamento na Contorno. Mas um sócio desmente o abandono. Outra notícia: o restaurante Trapiche Adelaide deve abrir no casarão de oitão do largo de Santo Antônio, aquele que ia ser Museu da Música Africana e abrigou uma ambígua exposição sobre armas. Resta uma pergunta: o sofisticado restaurante vai manter o mesmo nome? Os moradores estão com insônia de tanta curiosidade!

Os resultados do Enem provam o desastre do ensino público. Entre as mil escolas com piores médias, 995 são públicas e apenas cinco, privadas. E não venham com essa da herança maldita, porque a ideologia atual está no poder há quase 9 anos. E na Saúde, o desastre é idêntico. Com a variante de que as vítimas do sistema morrem no corredor, apesar de o Lula ter afirmado que ela era “quase perfeita”. Algo está podre no reino da Dinamarca. E duvido que nova CPMF vá resolver o problema.


Como todo gourmet, me dá prazer pesquisar as diferentes formas de preparar a mesma receita. Em Paris dos anos 60, costumava percorrer, com a persistente cumplicidade de Claudine, de uma pastelaria a outra somente para comparar os “babas au rhum”. Muito mais tarde, chegamos ambos à conclusão de que nenhuma casa supera o babá (Sfogliatella) no minúsculo balcão de Mary, na entrada da galeria Umberto I em Nápoles. Mais tarde pularíamos de metrô em ônibus na louca esperança de resolver a difícil tarefa de eleger a melhor sorveteria da capital francesa. É assim que fomos entre os primeiros a adotar Bertillon, na ponta da île Saint-Louis, outro modesto balcão que deixava uma longa fila de fregueses abrigados debaixo dos guarda-chuvas. Hoje, acho que os sorvetes de Laporte, junto à igreja de São Francisco, em Salvador, são superiores.Tudo isso para confessar que tenho, ultimamente, pesquisado o bem brasileiro hábito de preparar empadas. Na verdade, é neste país-continente que foi levado ao clímax a arte de fazer massa podre. A partir deste terreno comum, não é qualquer cozinheiro que consegue colocar o recheio ideal. Uma amiga digna de crédito indicou-me dois endereços em Salvador. Na antiga lanchonete Savoy, no Relógio de São Pedro, quase me engasguei com algo que mais parecia gesso, mas a preço de caviar. Dias depois, ao sair do laboratório onde mando revelar minhas fotos no Comércio, resolvi adentrar a “Empada Carioca” mesmo sabendo que se trata de comida industrializada. Para minha surpresa, me deliciei com uma empada de camarão e queijo para uns modestos R$2,60.
Mas é na Praia do Forte, pelas artes de mãos argentinas no Café Tango que encontrei a sublimação desta receita.

Com a coroação de uma angolana como Miss Universo, todo mundo ficou satisfeito. Eu tinha também notado a beleza das representantes de Kossovo e do Egito.

PROCON nelas! Lojas de informática em Salvador – como a Casa do Cartucho – dão 90 dias de garantia para peças de computador. No entanto, os fornecedores destas lojas dão um ano de garantia. Verdade ou mentira? É só verificar na internet o Mercado Livre para confirmar o abuso.

O Mário Kertész, quando prefeito, muito falou do Centro Histórico, mas pouco fez, a não ser a Casa do Benim que acabou se transformando em elefante branco (!).
Também prometeu a Casa do Senegal e a Casa Fernando Pessoa. Cadê? Como herança maldita nos repassou o sucessor Fernando José, quase tão ruim quanto o atual João Henrique. Agora, através de sua publicação Metrópole, resolve investir no bairro de Santo Antônio com trágica desinformação, não hesita em usar fotografias do Pelourinho, portanto erradas. A metralha não poupa ninguém. Curioso trampolim para tentar se eleger. Talvez assim, se conseguir, termine os gigantescos cogumelos de concreto que espalhou pela cidade. Este jornalista, sem dúvida culto e sensível, faz parte desse pessoal que afirma adorar o centro histórico, mas não pensaria, nunca, em vir morar aqui. Como, aliás, quase todos os que dizem trabalhar para este bairro.

Não tendo a mínima base para tanto, não vou agora dar uma de crítico musical. Mas de tanto freqüentar concertos, acabei criando uma modesta sensibilidade auditiva. Tudo isso para falar da apresentação do famosíssimo compositor Philip Glass no Teatro Castro Alves de Salvador. Como de costume, a bela sala poderia ter ficado mais cheia. Mas fazer o quê, se a classe média é também de cultura média e até média baixa? Quanto à elite, ela só sabe falar de Louis Vuitton e Versace. Bem... Esperava mais do Glass. As peças para solo (piano ou violino) me pareceram muito longas e repetitivas. “Too many notes!” como diria Shirley Mac Laine. Preferi, de longe, as composições para piano e violino, principalmente quando destinadas ao cinema. Mas concisas e mais densas. E confesso ter ficado seduzido pelo Tim Fain, jovem violinista de grande talento. E rosto parecendo Beethoven retratado por Modigliani. O público saiu encantado.

TRISTE VIDA DE DROGADO!

Vida_de_drogado_I.ppsVida_de_drogado_I.pps
681K   Visualizar   Baixar  

"The Aluminum Show"

Na terça-feira 20 de setembro o Teatro Castro Alves estará apresentando um espetáculo fora do comum.

The Aluminum Show utiliza materiais recuperados de descarte industrial que são re-utilizados para construir o conjunto, vestir o elenco e interagir com a platéia. Com graça, música e muitos efeitos visuais, o grupo dá vida ao alumínio e produz um espetáculo sensorial em que todos os sentidos estão em alerta máximo.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

A RODA DE FALKIRK

CIÊNCIA, ENGENHARIA, ARTE?
DE QUALQUER FORMA UMA OBRA-PRIMA!



1D._Un_ouvrage_d-art_exceptionnel_Q.pps1D._Un_ouvrage_d-art_exceptionnel_Q.pps
2857K   Visualizar   Baixar  

Um mestre da fotografia

Helmut Newton é hoje um dos favoritos de todos os decoradores de interiores contemporáneos

Mergulho na Ilha de Bali

Passear sob as águas de Bali é perder a noção do tempo. Fabuloso!

cão e gato não se dão?

Racismo é desconhecimento do outro!

Pittbull VS. Kitten.wmvPittbull VS. Kitten.wmv
5859K   Baixar  

LEMON TREE

Este belíssimo filme israelense de Eran Riklis foi realizado a partir de fatos verídicos. 
Como muitas vezes, o cinema israelense denuncia abusos das autoridades contra palestinos.

Festa da pesada na piscina

Uma festa muito mais agitada que qualquer punk poderia imaginar!

Pool_party.wmvPool_party.wmv
3623K   Baixar  

sábado, 17 de setembro de 2011

GRANDES FOTÓGRAFOS

RESOLVI ABRIR UMA PÁGINA ESPECIAL PARA A FOTOGRAFIA.
SE VOCÊ TIVER ALGUM NOME DE FOTÓGRAFO FAMOSO INTERNACIONALMENTE, PODE MANDAR!

Os fotografos brasileiros são famosos pela excelencia e originalidade de seus trabalhos.
Mas não devemos ignorar outras escolas. Além dos clássicos franceses Cartier-Bresson e Robert Doisneau, quem aprecia esta forma de arte deve passear pelo Google e procurar outros mestres. Aqui estão alguns:

ANDRÉ KERTESZ

JOSEPH SUDEK

ERIC NEHR

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

CONSULTE SEU HORÁRIO DE VÔO

Salvem como "favoritos" porque pode ser útil consultar antes de sair de casa para pegar alguém no aeroporto. Pode abrir o link, não é vírus!
 
TELA DO AEROPORTO EM CASA!!   

Olhem só, agora a Infraero está dando uma ajuda bem útil para a gente. Consultem diretamente em seu computador a tela do aeroporto.
Ela mostra aquele quadro presente em todos os aeroportos do Brasil e informa o horário de chegada e partida de vôos.

Isto tudo em tempo real!    As vezes a gente tem que buscar alguém no aeroporto e fica desesperado pensando se vai se atrasar ou não.

Agora é só dar uma olhada antes de sair de casa e ver se o vôo está atrasado, adiantado ou no horário.

Acesse o site em:    http://voos.infraero.gov.br/voos/index.aspx

ESCANDALOSO!

O processo contra o ex-jogador Edmundo em caso de acidente automobilístico no Rio de Janeiro em 1995 foi arquivado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), confirmou ao UOL Esporte o estafe do advogado Arthur Lavigne, profissional que defende o comentarista da Band na questão.
O processo foi extinto por prescrição de pena. No caso de dezembro de 1995, Edmundo se envolveu em um acidente na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio de Janeiro, em que três pessoas morreram e outras três ficaram feridas. O então jogador do Flamengo foi acusado de homicídio culposo (sem intenção de matar) e lesões corporais.
Em 1999, Edmundo foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, respondendo em liberdade.
O ex-jogador se pronunciou publicamente através de sua conta no Twitter, com breves palavras: "edmundosouza7 Edmundo Souza: obrigado a todos que torcerão (sic) por mim !!!!!" e "o pensamento possitivo de todos voces foi de fundamental importancia !!!!!".
Neste ano, o atual comentarista da TV Bandeirantes chegou a ser preso em São Paulo. O ex-jogador ficou detido por algumas horas e solto depois de um habeas-corpus obtido por seu advogado.
Os advogados de Edmundo rebateram a interpretação de que a prescrição de 12 anos, datada desde o anúncio da pena em 1999, aconteceria apenas em outubro deste ano. Também na oportunidade, a defesa do jogador ainda acusou o juiz de procurar publicidade gratuita.
O acidente
Com envolvimento de Edmundo, a batida de carro de 1995 resultou nas mortes de Joana Maria Martins Couto, Carlos Frederico Britis Tinoco e Alessandra Cristini Pericier Perrota. Ainda ficaram feridas Roberta Rodrigues de Barros Campos, Débora Ferreira da Silva e Natascha Marinho Ketzer.Na noite do acidente, Edmundo estava em seu carro com mais quatro amigas antes de bater em um Fiat Uno. Uma das companheiras do ex-atleta morreu na tragédia.

O gato e o golfinho

Não importa a raça, quando os sentimentos são puros

O CHEFE

O livro polémico de  Ivo Patarra que as editoras não querem pulbicar, aqui está, a disposiçaõ de quem quiser tomar conhecimento. Desde o início, promete detonar.



"Qual a justificativa para o presidente da República nomear como ministro e integrante de seu primeiro escalão de auxiliares o homem que publicara, num dos jornais mais importantes do País, que ele, o presidente, era o chefe do governo "mais corrupto de nossa história"?
Pois Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula, nomeou o filósofo Roberto Mangabeira Unger no primeiro semestre de seu segundo mandato, em 2007, ministro da Secretaria de Planejamento de Longo Prazo, especialmente constituída para abrigá-lo. E não adiantou nem o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) inviabilizá-la tempos depois, durante uma rebelião para obter mais cargos no governo e proteção para o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o então presidente do Senado, acusado de corrupção. Apesar de o PMDB derrotar a Medida Provisória que criara o posto para Roberto Mangabeira Unger, Lula deu um jeito na situação, nomeando-o novamente, desta vez como ministro extraordinário de Assuntos Estratégicos. A posição do detrator estava garantida.
"Pôr fim ao governo Lula" é o título do artigo de Roberto Mangabeira Unger publicado na Folha de S.Paulo em 15 de novembro de 2005, no sugestivo dia da Proclamação da República. O ano de 2005 havia sido marcado pela eclosão do escândalo do mensalão. Este é o parágrafo de abertura do artigo:
"Afirmo que o governo Lula é o mais corrupto de nossa história nacional. Corrupção tanto mais nefasta por servir à compra de congressistas, à politização da Polícia Federal e das agências reguladoras, ao achincalhamento dos partidos políticos e à tentativa de dobrar qualquer instituição do Estado capaz de se contrapor a seus desmandos."
O que poderia ter levado o presidente da República a nomear como ministro o autor dessas acusações? E Roberto Mangabeira Unger não estava brincado, a julgar pela defesa que fez do impeachment de Lula. Ao denunciar "a gravidade dos crimes de responsabilidade" supostamente cometidos pelo presidente, o então futuro ministro afirmou em seu artigo que Lula "comandou, com um olho fechado e outro aberto, um aparato político que trocou dinheiro por poder e poder por dinheiro e que depois tentou comprar, com a liberação de recursos orçamentários, apoio para interromper a investigação de seus abusos".
Alguém poderia argumentar que a nomeação de Roberto Mangabeira Unger seria um mal necessário. Coisa da política. E tentar explicá-la pela importância do filósofo, um professor da prestigiada Universidade de Harvard, das mais importantes dos Estados Unidos, por quase 40 anos. O Brasil, portanto, não poderia prescindir da experiência e do prestígio de Roberto Mangabeira Unger, que teria muito a contribuir com o País.
Será mesmo? A cerimônia de posse do filósofo não demonstrou isso. Poucos ministros, cadeiras vazias, menos de uma hora de solenidade. E mesmo antes da criticada viagem de Roberto Mangabeira Unger à Amazônia, em 2008, na qual defendeu o desvio de águas da região para abastecer o Nordeste, sem considerar que centenas de milhares de amazonenses ainda não dispunham de água encanada, o ministro já era considerado, em âmbito do governo, "café-com-leite". Ou seja, não lhe era atribuída importância, nem de seu trabalho haveria algo para se aproveitar.
Outro trecho do artigo de Roberto Mangabeira Unger: "Afirmo ser obrigação do Congresso Nacional declarar prontamente o impedimento do presidente. As provas acumuladas de seu envolvimento em crimes de responsabilidade podem ainda não bastar para assegurar sua condenação em juízo. Já são, porém, mais do que suficientes para atender ao critério constitucional do impedimento. Desde o primeiro dia de seu mandato o presidente desrespeitou as instituições republicanas. Imiscuiu-se e deixou que seus mais próximos se imiscuíssem, em disputas e negócios privados".
Talvez, então, a razão para a nomeação de Roberto Mangabeira Unger tenha sido de ordem político-partidária. Ou seja, o filósofo traria para o governo a base social representada por seu partido, ampliando o número de legendas que davam sustentação à administração Lula no Congresso. Como vimos, no entanto, Roberto Mangabeira Unger passou a maior parte da vida nos Estados Unidos, o que o forte sotaque não deixava desmentir. Não possuía qualquer base social, nem traria consigo qualquer força orgânica da sociedade.
Quanto a seu partido, o minúsculo PRB (Partido Republicano Brasileiro) tinha menos de 8 mil filiados quando Roberto Mangabeira Unger se tornou ministro e era um dos menores partidos políticos do País. Não agregava praticamente nada à base aliada de Lula. Por apoio político-partidário não faria sentido nomear Roberto Mangabeira Unger. Afinal, o PRB, ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, possuía apenas três deputados federais, um senador e o vice-presidente da República, José Alencar (MG), que saíra do PL (Partido Liberal) em decorrência do escândalo do mensalão e foi o grande incentivador da nomeação do filósofo.
Em outro trecho do famoso artigo, Roberto Mangabeira Unger afirmou que "Lula fraudou a vontade dos brasileiros", ameaçava a democracia "com o veneno do cinismo" e tinha um projeto de governo que "impôs mediocridade". E mais: "Afirmo que o presidente, avesso ao trabalho e ao estudo, desatento aos negócios do Estado, fugidio de tudo o que lhe traga dificuldade ou dissabor e orgulhoso de sua própria ignorância, mostrou-se inapto para o cargo sagrado que o povo brasileiro lhe confiou..."

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MP DENUNCIA EDIR MACEDO

por evasão de divisas e lavagem de dinheiro
Resultado de imagem para fotos de edir macedo


O assunto é tanto para política que para polícia!

Correio Braziliense - Brasil - MP denuncia Edir Macedo por evasão de divisas e lavagem de dinheiro



                                    Proponho um novo jogo:
                      definir o sorriso de Edir Macedo

RESPEITO AOS PROFESSORES

Projeto de Lei 267/11

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), que estabelece punições para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.
Em caso de descumprimento, o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, encaminhamento à autoridade judiciária competente.
A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta como responsabilidade e dever da criança e do adolescente na condição de estudante.
Indisciplina
De acordo com a autora, a indisciplina em sala de aula tornou-se algo rotineiro nas escolas brasileiras e o número de casos de violência contra professores aumenta assustadoramente. Ela diz que, além dos episódios de violência física contra os educadores, há casos de agressões verbais, que, em muitos casos, acabam sem punição.
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Fonte: http://primasfalando.blogspot.com/2011/04/camara-analisa-projeto-de-lei-que-pune.html
Related Posts with Thumbnails